Apresentação da lição em power point

quinta-feira, 29 de abril de 2010

MG & GO - 5º dia - Frutal a Prudente

Ainda bem que Deus colocou no meu coração o desejo de parar em Frutal, primeiro pela cidade, me surpreendeu, depois pelo perigo de passear de moto a noite com mundo de caminhões.


Como é de costume, acordei cedo e fui bater perna, o engraçado, até eles acham, é que o centro da cidade fica na saída, coisas de mineiro.

Andei pelo centro, rodei a cidade toda, muito boa, grandinha, encontrei um senhor na praça que jogou futebol profissional e hoje é treinador, disse que conhecia todo o interior de SP, falei que acompanhei o Corinthinha quando era criança, nos anos 80, então me me perguntou de alguns jogadores, quando falei do Souzinha (estava treinando o Bandeirantes de Birigui), ele ficou super contente, são amigos, jogaram futebol profissional juntos no antigo time de Frutal, o 13.

Sai de Frutal eram 11 horas da manhã, que delícia, ainda bem que pernoitei, se tivesse continuado a noite não teria conhecido o trecho até Fronteira, a cidade que faz divisa com SP, legal, deu para relaxar bem.


Mas antes não poderia ir embora de Frutal sem ouvir mais um causo de mineiro. Reclamei do calor para a dona do Hotel e falei que o bom seria se chovesse para lavar a moto na rodovia, pronto dei trela. Ela olhou sério e disse:

"Aqui em Frutal a chuva não entra, ela rodeia por todos os lados, mas não chove, porque um ex-prefeito nosso enterrou uma cabeça de jumento na entrada da cidade e a partir deste dia é muito difícil chover." O pior foi que no final ela disse: se não quiser acreditar, não acredite, foi porque eu estava olhando para ela perplexo, sem reação, como eu gosto disto.

O interessante é que ouvi isto também na rodovia, antes de chegar em Frutal, quando parei numa vendinha para molhar a guela e um rapaz me disse que seria melhor eu tirar a capa de chuva, porque não iria chover, garantiu mesmo. Eh mineirada.



Em Fronteira eu nem iria parar, mas resolvi procurar um barzinho para tomar um cafezinho mineiro, mas não encontrei, ai resolvi dar uma volta no centro e me deparei com esta estátua, aff, não tem como não rir, parei e fiquei olhando para aquilo, é muito engraçado, o pior é que uns 200 metros antes tem uma estátua do Cristo redentor, pequena e logo depois esta escrota.


A verdade é que o encanto da viagem terminou no momento em que atravessei a divisa, pois no lado paulista não achei graça, exceto em Rio Preto e no Rio Tietê, que é um espetáculo, mas o restante, desci a lenha pra chegar logo.


Parei em Clementina para abastecer e em Santopolis do Aguapeí para refrescar a guela e depois não via a hora de chegar. Depois de Osvaldo Cruz até Prudente não teve graça, a não ser o por do sol que filmei. Assim terminei a aventura MG & GO, agora é preparar-se para outra.

vejam todos os vídeos no youtube: ailtonsilva2000

Nenhum comentário:

Postar um comentário