Apresentação da lição em power point

domingo, 24 de abril de 2011

lição 4 - pós aula

1) "porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei" - após a conversão de Saulo, que capacidade tinha ele de apregoar a justiça do Evangelho? Conhecimento humano, secular, provavelmente, experiência com Jesus? Nenhuma, apenas a conversão e os dias que se sucederam, esperando por respostas. Se saísse pregando segundo seus conhecimentos certamente seria um judaizante. A capacitação veio do Espírito Santo e já na igreja de Antioquia entendeu que sua missão era além mares. Mas tinha que ser capacitado para tal.



2) O Espírito Santo atua na vida do homem, antes, durante e depois da conversão. Temos como exemplo Saulo e Cornélio, sendo que no caso deste, o Espírito fez a obra e depois Pedro foi somente atestar a conversão. Já no caso de Saulo, o Espírito Santo autou antes, durante e depois da conversão.



3) Não existe na terra um outro agente autorizado para falar ou trabalhar em nome de Deus que nao seja o Espírito Santo, se aparecer outro, considerem anátema.



4) O atuar do Espírito Santo na conversão do homem não significa o término do processo da salvação, mas sim o início deste processo.



5) No dia de pentecostes, a humanidade foi renovada, foi vista de uma forma diferente por Deus, pois antes quando se olhava para a Terra não era visto um justo sequer, nenhum. O homem carecia da justificação.



6) No ministério dos apostolos, ocorreram muitas curas, devido a incredulidade dos judeus e por ser uma prova fisicia e evidente da misericórida e poder de Deus. Muitas destas curas foram por intermédio de Pedro e outros. Já Paulo, em sua primeira viagem em Listra, se deparou com um coxo de nascença. As consequências para o missionário não foram nada agradaveis após a cura. O ministério de Paulo era direcionado totalmente para os gentios, apresentação da Palavra, apregoeiro da justiça, enquanto que os apostolos estavam mais focados nos judeus.



7) Toda e qualquer forma de atuação do Espírito Santo é, para nós, e continuará sendo profundos mistérios insondáveis. Não entendemos como Ele trabalha na conversão, na separação, na capacitação e no envio. "Porque ele e não eu? Porque nada acontece comigo, somente com eles? Eu estou preparado, o outro chegou agora". Meu Deus quanta pertubação.



8) Pedro ao ouvir o cantar o galo, ficou triste realmente, mas (Eu, particularmente creio) que a alegria também deve ter sido enorme devido a certeza de que tudo o que Jesus havia prometido se cumpriria em sua vida. A alegria era por saber que se a profecia do galo se cumpriu no mesmo dia, imaginem então as outras promessas de Jesus (pescadores de homens, estarei convosco, sairão pelo mundo, etc.). Todas as outras promessas eram bem maiores e mais importantes que a do galo.



9) Um testemunho durante a aula: "Quando meu pai desejava corrigir os filhos ele procurava reunir e batia em todos, para que nenhum ficasse rindo e zombando do outro"



10) O Espírito Santo é o unico agente que consegue tirar o homem do lodo e apresentá-lo a Deus cona estatura de varão perfeito. A igreja não tem esta capacidade, ou tem? Quem teria coragem de botar a mão no fogo por alguém? Somente o Espírito tem condições.



11) Como alguém pode ser capacitado na penitenciária? Sem professor, sem ebd, sem teologia, sem cultos diários, como? No culto de quarta feira passada recebemos a cooperação de um irmãos nestas condições. O Espírito Santo atua como vento, entra onde quer, vai onde quer e capacita quem que Ele quer.



12) Sobre a adoção: Usaram como exemplo o casamento real previsto para esta semana. A futura princesa, plebéia, de uma hora para outra mudou de vida, seus comportamentos, vestimentas, lugares frequentáveis e outra infinidade de atitudes, além é claro de ganhar de "GRAÇA" uma nova vida, herança, pois a partir do casamento ela será uma representante da familia real britânica. Reflitamos um pouco: a nossa situação antes, a mudança, a conversão, a promessa, a salvação, a herança. Devemos nos portar como testemunhas de Jesus, alias fomos chamados para isto.



13) "Não temos prata e nem ouro, mas o que tenho isto te dou" ou seria "nós temos prata e outo, mas nao podemos te dar nada"



14) A obra missionária seria iniciada (At 13"2), mas a igreja nao reunia condições para escolher e separar, pois por mais que conheçamos as atitudes, a capacidade, o estudo, a disposição de alguém jamais conseguiremos sondar os corações e mentes. Podemos escolher as pessoas erradas, que na primeira dificuldade voltam e abandonam. Hierarquicamente a igreja de Antioquia percebeu esta seria uma atribuição do Espírito Santo e não dela, por isso acatou a decisão. Eles não eram capazes de escolherem os missionários, apenas confirmar e adotá-los.



15) Estes dois são dignos de citação, pois nunca ouvi nada parecido:


"A Assembléia de Deus tem muitos profetas, doutores, sábios, pregadores, obreiros que ainda estão dentro da caverna sendo criados e mantidos pelas orações de outros irmãos, apenas esperando o momento certo de sairem para a obra" Isto explica o fato de nunca ficarmos desprovidos, pois Deus está sempre renovando seus soldados. Finda o tempo de um e levantam-se dois. Meu Deus!


"Existem assuntos que nós não podemos nos reunir para cavar poços, nos aprofundarmos". O atuar do Espírito Santo é um deles, que não nos cabe meditação, pois jamais compreenderemos as suas "n"s maneiras de trabalhar. Cabe a igreja se alegrar com a salvação, com a confirmação de chamadas, com o uso de instrumentos na pregação, evangelismo, louvor, Palavra, etc."


16) Outra falácia: "A conversão é comigo, o resto é com Deus". Na verdade o início é com o Espírito Santo e o resto fica a cargo do homem, leia-se: santificação, consagração, apartação do mal, vida de comunhão com Deus, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário