Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mensagem 123

QUER VOLTAR PARA SUA TERRA JOSÉ? NÃO
QUEREM MORAR NO EGITO, FAMILIA DE JOSÉ? SIM
VOCÊ QUER A BENÇÃO JACÓ? SIM, ENTÃO VÁ AO ENCONTRO DELA

INTRODUÇÃO – GN 45”28
José ao revelar sua identidade, ordenou aos seus irmãos que fossem contar ao pai a sua situação e deveriam trazê-lo sem demora ao seu encontro (Gn 45”9). Ele ficaria esperando, pois não tinha em seu coração desejo nenhum de retornar aquele lugar, mas queria rever seu pai.

1) NÃO DESPREZEM O CONSELHO (ORDEM) DE UMA AUTORIDADE:
Antes de despedir seus irmãos, José aconselhou a todos que não entrassem em contenda durante o caminho da volta, pois sabia eu remexeriam no passado, ou pelo menos tentariam, levantar os culpados por toda aquela situação que estavam enfrentando. Eles aceitaram este conselho, pois não tiveram outra opção, na verdade aquilo não foi um conselho, mas sim uma ordem. Ele era uma autoridade, respeitada, agora a situação era diferente (Gn 45”26).

2) SE ELE NÃO VEM EU VOU
“Basta, eu irei até ele”, mesmo com as minhas difivuldades, pobre, doente, avançado em idade. José tinha condições de ir ao encontro de seu pai, ou pelo menos, poderia enviar servos, carros, comitiva, mas fez questão que o pai desse os primeiros passos e fosse ao seu encontro.

Na lógica humana imaginaríamos o inverso, mas na divina, tudo tem um custo, se Jacó desejava ardentemente a benção teria que ir ao encontro dela. E José, também não desejava? Porque ele não foi buscar?

3) DEUS! PODEMOS IR AO EGITO?
Não temas descer ao Egito, pois Eu irei contigo e farei de vocês uma grande nação em território estrangeiro (Ex 1”9), e no tempo devido retirarei todos (Ex 12”37), mas é necessário que por um poucochinho de tempo vocês sofram. Ora para haver o reconhecimento como grande nação seria preciso que outras nações os vissem e temessem e para contemplarem grandes maravilhas e milagres seria necessário uma situação problema (escravidão e sofrimento). E não se preocupem com a posse de suas terras, elas estarão bem guardadas esperando o retorno.

4) JOSÉ NÃO RETORNOU PARA A SUA TERRA
José ficou na divisa, na fronteira entre o Egito e Israel, esperando sua família. Ele não desceu a Canaã, da mesma forma que que Moisés não entrou na Terra Prometida (Dt 32”49-52), mas, porque não desceu a sua terra? E porque sua família não pensou duas vezes na mudança? A diferença entre os dois lugares era enorme, por isso os seus irmãos não questionaram a mudança.

5) AGORA POSSO MORRER
depois que Jacó reencontrou seu filho ele imaginou que não tivesse mais o que fazer e sequer esperava algo. A sua vida começaria agora, gozo, alegria, esperança, para serem esquecidos suas angustias e sofrimentos do passado. Quando Faraó lhe perguntou sua idade ele disse 130 maus e poucos anos (47”89). Até aquele momento realmente foram, mas os 17 anos que viveu ao lado de seu filho foram os melhores de sua vida, pois foi sustentado por ele, juntamente com toda a familia e viveram em Gosén, a melhor parte do Egito ora prometida por Faraó, antes da vinda deles.

6) CONCLUSÃO
Todas as bençãos de Deus estão acessíveis a igreja, porém ela tem que buscar, tem que fazer por onde, não que os méritos sejam importantes, longe disto, mas sim o esforço demonstrado pelos servos de Deus a fim de alcançarem seus objetivos, isto sim deve ser enaltecido.

José poderia muito bem ter ido ao encontro de seu pai, estava bem melhor fisicamente e financeiramente, mas optou por pedir a seus irmãos que o trouxessem até ele. Algumas vezes precisamos fazer algo, ou somente esperando, pois a peleja é Dele. Ficarmos calados, ou falando, prosseguindo ou parados, sempre Deus está requerendo algo da igreja.

Por isto que não me canso de dizer: NÃO HÁ DEUS COMO JEOVÁ!

Um comentário:

  1. Eu acho incrível o trabalhar de Deus em nossas vidas, sempre que ele quer falar comigo, escuto uma pregação sobre Jacó, e relendo ela hoje, vejo que o melhor a fazer realmente é esperar, não importa quanto tempo,o que vai contar serão os 17 anos bem vividos, e não os 130 de espera, espera em Deus é claro.
    Que o Senhor nos abençoe e nos oriente sempre.

    ResponderExcluir