Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

lição 12 - pós aula


“Andando triste aqui na solidão, paz e descanso a mim, teus braços dão”.

A sociedade somente tenta entender, buscar explicações, quando o leite já está derramado. Então levantam o histórico de vida daquele a quem querem condenar, mas não admitem que o erro foi deles próprios. O PROBLEMA NÃO É A REAÇÃO, MAS SIM A AÇÃO do passado, a zombaria o escárnio.

Hoje ao iniciar a aula senti uma forte dor: a dor do abandono. Onde estavam os alunos, demoraram.

Aproveitei para dar vida à teoria. Seria fácil falarmos das dores do abandono, mas o duro é quando sentimos e justo no dia em que vamos falar sobre ela.

Lazaro não foi abandonado pelas suas irmãs durante a sua enfermidade ou enquanto estava no leito de morte, e muito menos foi abandonado por Jesus.

Jonatas correu um risco enorme para falar bem do seu amigo ao pai (I Sm 19.1-4).

Encontraríamos amigos que da mesma forma correriam tamanho perigo para falarem bem de nós aos outros?

De 1997 a 2000, uma prefeitura da região, ficou devendo aos funcionários, 3 meses de salários, 5 cestas básicas e passes de ônibus, portanto eles estavam pagando, sem terem, para trabalhar. Eu vi muitos perderem bens, passarem necessidades. Quem consolou todo este povo? Quem supriu os recursos necessários? Eu vi uma irmã de joelhos implorando para liberarem o pagamento dela, mas não liberaram.

Por tudo que Davi havia feito por Israel era para Saul tratá-lo como um grande amigo.

A amizade de Jonatas com Davi foi útil para a sua descendência no futuro.

Se fosse preciso creio que Deus reuniria os 7000 fiéis que ainda existiam em Israel e os colocariam na caverna junto com Elias, somente para mostrar que nunca abandona ninguém.

Ao primeiro sinal de abandono e Elias fugiu angustiado. Isto é mesmo do homem.

Muitos procuram postos de Saúde, principalmente os da 3ª idade, não pelas enfermidades, mas somente para receberem atenção, conversarem com alguém.

Mesmo após a libertação dos vícios, sempre ficam sequelas no corpo, já que ele foi a maior vitima deste estado deplorável do ser humano.

Tivemos um caso no passado em nosso grupo de jovens, com um irmão liberto, mas que apresentava alguns problemas em decorrência dos vícios. Muitas vezes nos dividimos em grupos, pela alta madrugada, para sairmos à procura dele pela cidade.
Por: Ailton da Silva (18) 8132-1510

Nenhum comentário:

Postar um comentário