Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

sábado, 19 de janeiro de 2013

Alguns pensamentos!

Não se enganem, Jezabel nunca gostou de Israel, nunca gostou do Deus de Israel, ela mentiu, fingiu. Foi muito fácil para ela estar ao lado deles, no palácio, entre o povo, aliás era muito cômodo.

Ela não teve dificuldades para sair de Sidom e morar em Samaria, mas se fosse ao contrário, se o rei Acabe fosse morar em Sidom o que aconteceria? Ele ficaria pior do que já era?

Moral: é mais facil um de lá vir para cá e fingir (como Jezabel) que adora, que serve, que toma ceia, que blá, blá, blá, do que um daqui ir para lá e tentar se manter na presença.

"Eu vejo uma pequena nuvem, do tamanho da mão de um homem, mas este é o sinal que a tua chuva vai descer" e vai levar, na enxurrada esta Jezabel para bem longe de Israel"

"Quando a profecia é boa, quando a palavra (dele) é agradavel, o profeta vira instrumento, vaso nas mãos de Deus, mas quando a palavra (dele) é dura, direta, de correção, concerto (1 Sm 2.27-36) ai o profeta É CORVO

Por: Ailton da Silva - Ano III

Nenhum comentário:

Postar um comentário