domingo, 2 de janeiro de 2022

Os patriarcas. Coincidências ou repetições da história? – Capítulo 15

Quinto patriarca

Nasceu no momento de maior sofrimento dos hebreus. Por providência de Deus, o próprio algoz o criou e ensinou todas as táticas e ciências para vencê-los.

Moisés, mesmo diante de toda nobreza, foi capaz de dizer não à tentadora facilidade e mordomia. Uma intervenção de Deus provocou a sua fuga como assassino, fazendo o retornar anos mais tarde para depois sair vitorioso com os hebreus como um grande general, um respeitado legislador, um amoroso pastor.

O importante era descobrir o que Deus queria fazer em sua vida e onde? Seria no Egito, nos primeiros quarenta anos? Somente obteve o conhecimento necessário. Foi em Midiã nos outros quarenta? Ficou somente cuidando de ovelhas para “desoxigenar” o cérebro e esquecer as mazelas egípcias. A grande obra foi durante os quarenta anos em que esteve a frente do povo israelita guiando-os à Terra prometida.

Moisés não entrou em Canaã da mesma forma como José, para lá não retornou a fim de buscar seu pai e família, pois ficou esperando no meio do caminho. Um não entrou para receber a bênção maior, promessa feita aos patriarcas, enquanto que o outro não retornou quando poderia, ao menos para rever sua família e buscar seu pai. Mesmo nestas duas condições aquelas terras ainda representam o que há de melhor neste planeta e foram reservadas para Israel, não por autoridades terrenas, mas sim pelo Rei dos reis.

Por: Ailton da Silva - 12 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário