segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Lição 3 - pós aula


Ensinamos os crentes a não crerem em qualquer tipo de profecias ou em qualquer profeta que aparecer em nossas igrejas.

Mas o que dizer das palavras que Abraão ouviu do próprio Deus? Quanta diferença.

Uma coisa é alguém dizer: “Deus é contigo”, outra é: “Eu sou contigo”.

Aqueles que tem encontro com Jesus não conseguem fugir da presença de Deus, muito menos se esconder.

O encontro com Jesus somente acontece depois da pregação da Palavra. Não existe encontro sem Palavra.

Saulo teve o encontro com Jesus depois que ouviu a pregação de Estevão.

Será que Abraão titubeou entre dois pensamentos? Ou ele não via a hora de sair do meio de sua parentela idolatra sem futuro.

Será que Abraão disse bem alto: “O meu tempo nesta cidade acabou”.


Quando Deus pediu que Abraão sacrificasse seu “único” filho, na verdade Ele estava entregando a dica, a chave da vitória.

Deus disse: “O ´único filho”, era como se estivesse dizendo: “Calma Abraão, este é o seu único filho da promessa, não terá outro e você não perderá ele”.

Quão dura foi a caminhada entre pai e filho. Que tipo de papo “rolou”?

Deus queria entrar na mente e no coração de Abraão, queria sondar todo o interior do velho patriarca.

Abraão convertido, então teve segurança para iniciar a caminhada.

Deus olhou para Abraão e declarou: “Justificado pela fé”.

Conversão é o fruto visível da regeneração.

Abraão disse para seu servo: “Vá entre a minha parentela e traga uma esposa para meu filho, pois no meio do caminho Deus vai tratar com ela”.

Por: Ailton da Silva - 9 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário