quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Lição 2 - pós aula


A parentela de Abraão deveria aprovar a sua decisão em servir a Deus? Os pais poderiam reprovar sua decisão ou interferir?

Como Abraão, em meio aos idólatras, pode chamar a atenção de Deus?

Abraão, um gigante da fé. Alguns casos foi tratado pelo próprio Deus (Saulo).

Chamada é chamada. Ver uma sarça ardendo em fogo, qualquer um pode ver, mas ver uma sarça ardendo em fogo e intacta, somente um crente é capaz de ver.

A chamada sempre vem de Deus (primeiro), a resposta deve ser do homem (no Éden Deus chamou Adão – Gn 3.9-10).

Os habitantes de Ur devem ter falado para Abraão: “as nossas divindades não fazem o que o seu Deus está fazendo com você”.

Ou devem ter dito: “Abraão, o seu Deus deve gostar muito de você”.

Servir a Deus requer renúncias. Na atualidade existem muitas conversões sem renúncias.

Era muito difícil uma mulher se opor as decisões do homem, haja vista, a sociedade ter características machistas, mas por outro lado, muitas mulheres temiam ficar desprovidas de segurança e amparo, por isto acompanhavam os maridos

Caso Abraão tivesse ficado em Ur, o que teria acontecido em sua vida? Nada. Seria uma simples chamada. Uma conversão sem comprometimento, sem envolvimento e sem revelação.

O legado de um homem, com o tempo esquecemos.  Podemos até lembrar do nome, mas as obras com o tempo são esquecidas. Diferente de Abraão, que pela sua fé, marcou gerações com seu nome e exemplo.

Santo Abraão dos aflitos. Santo Abraão das causas impossíveis. Santo Abraão dos perdidos e peregrino, etc, etc.


Primeiro foi a chamada. A revelação veio depois.

Por: Ailton da Silva - 9 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário