Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 4 de janeiro de 2015

Mensagem 77 - O sucessor de Moisés


INTRODUÇÃO:
Moisés estava em idade avançada, cansado e falando besteira. Ao seu lado estava um valoroso jovem, destemido e com todo vigor. Havia chegado o momento da troca? Caso fosse, o que seria feito de Moisés? O jovem Josué estava preparado?

1) O SURTO DE MOISÉS (Nm 11.21-22)
Moisés duvidou que Deus pudesse dar carne ao povo por um mês inteiro. Na mente dele, de onde sairia tantas ovelhas, vacas e peixes. Deus não cobrou dele, como cobrou em outra ocasião (Nm 20.7-12; Dt 3.23-26). O mesmo erro foi cometido pelo capitão em Samaria (2 Rs 7.2) e dele Deus cobrou e muito.

2) O SUBSTITUTO
Deus tinha outro homem capacitado para tal obra? Capacitado não, mas chamado sim. Só que ainda não era a hora de efetivar a substituição. A ocasião pedia, mas Deus não anteciparia a capacitação, mesmo com o pedido de Moisés (Nm 27.16-19).

A) A CHAMADA – SEMPRE AO LADO DE MOISÉS:
  • Para guerrear (Ex 17.9) contra o primeiro inimigo que ousou atrapalhar a caminhada de Israel;
  • Para subir ao monte com Moisés (Ex 24.12-14);
  • Para descer do monte e colocar a congregação em ordem (Ex 32.17-18, 26);
  • Para estar sempre pronto a servir, de prontidão (Ex 33.11)

3) A CAPACITAÇÃO:
A capacitação teve inicio logo após a sentença proferida por Deus, pela qual os de 20 anos para cima morreriam todos no deserto. E não adiantaria esconder ou mentir a idade, pois Deus estava no controle e sabia quais eram os tais. Eles realmente morreram, foram 38 anos até que o último caísse morto no deserto. Este seria o sinal da chegada da bênção (Nm 26.65; Dt 2.14), tal como os últimos dias da humanidade estão consignados à pregação do Evangelho do reino (cfe Mt 24.14).

A) CAPACITAÇÃO DE PAULO:
Na queda ao chão, ele conheceu AQUELE que estava chamando (At 9.3-8). Ficou 3 dias esperando a visita de Deus (At 9.17-18). Após a queda, não enxergou mais, ouvia com dificuldades e o pouco que pode falar foi mais ou menos assim; “não me atrapalhem, pois estou sendo gerado de novo, transformado em nova criatura, as coisas velhas estão sendo deixadas para trás” (2 Co 5.17). Aquilo tudo representava a sua chamada e não a capacitação, por isto não estava em condições de assumir nenhum trabalho ou responsabilidade na igreja primitiva, mesmo que lhe oferecessem, o que seria difícil, haja vista a dificuldade que enfrentou para ser apresentado aos apóstolos em Jerusalém (At 9.26-27).

4) APRESENTAÇÃO DE JOSUÉ
Moisés pediu a Deus um substituto a altura (Nm 27.15-17) e ouviu como resposta: “O seu substituto está ai ao seu lado, tome Josué” (Nm 27.18-19) e assim como Paulo foi apresentado aos apóstolos, do mesmo modo Josué foi apresentado diante de toda a congregação. A confirmação de sua capacitação ocorreu logo após (Dt 1.38).

Depois da morte de Moisés, Deus falou com Josué (Js 1.2) e o entregou Israel em suas mãos para que o guiasse até a terra prometida. Nunca mais Josué foi o mesmo, sempre valente, a frente das batalhas e aprendendo a cada dia. Foi chamado, capacitado e recebeu o “cajado” de Moisés no momento certo. Não foi antes e tampouco depois. Mesmo que tenha desejado em algum momento.

CONCLUSÃO:

Será que Josué contemplou Moisés duvidando que Deus pudesse dar carne ao povo? Mesmo que já tivesse certeza de sua chamada ele sabia que ainda não tinha condições para suceder Moisés. Sabia lutar contra inimigos visíveis, mas ainda não estava preparado para lutar contra o coração duro de Israel, tal como Moisés lutava.

Por: Ailton da Silva - 5 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário