Apresentação da lição em power point

sábado, 14 de março de 2015

Liderança antecipada


INTRODUÇÃO:
Deus procura líderes para sua obra. Eles podem estar em qualquer lugar. De uma hora para outras são separados e posteriormente preparados para a missão.

1) OPÇÕES – SÃO OFERECIDAS POR DEUS
  • Sim ou não, não pode passar disto
  • Bênção ou maldição
  • Vida ou morte (inevitáveis)
  • Obediência ou desobediência
  • Montes Gerizim/Ebal (Dt 27.11-13). Os montes da benção e da maldição.

2) DECISÕES – SÃO DO HOMEM (CONSCIENTIZAÇÃO)
  • Sim ou não (Mt 5.37)
  • Se for “sim” que seja sim
  • Se for “não”, reflita e depois diga “sim” (Mt 21.28-32)
  • Sim – bênçãos e vida (Dt 28.1-14)
  • Não – consequências (Dt 28.15-42)
Alternativas sempre precedem decisões

3) OPORTUNIDADES – PODEM SER AGRADÁVEIS OU NÃO
  • Surgem aos homens
  • Amargas às vezes, doloridas
  • Aparência de perdas e pesares
  • Necessitam de olhar espiritual
  • O homem carnal recua
  • E o espiritual? (Gn 13.9-11; Ne 2.5)
  • Urgência da obra é inevitável

4) FATO GERADOR DAS OPORTUNIDADES
  • Não depende do homem “EU”
  • Depende da chamada Divina
  • Sujeita à resposta humana “NÃO”
  • “Sim” sem o conhecimento
  • “Sim” sem a experiência
  • “Sim” sem temer consequências

5) REQUISITOS BÁSICOS PARA A LIDERANÇA
  • Preparação humana
  • Recursos próprios
  • Inteligência, reconhecimento
  • Interesses pessoais, favorecimentos (às vezes atrapalham)
  • Injustiças (atrapalham)

6) PERSONAGENS ENVOLVIDOS (SITUAÇÃO ANTES E DEPOIS)
  • José: de escravo à estadista
  • Gideão: de agricultor à estrategista militar
  • Davi: de pastor de ovelhas a rei
  • Neemias: de copeiro a governador
  • Mardoqueu: de plebeu a grande autoridade
  • João Batista: de simples judeu ao maior nascido de mulher

7) SITUAÇÃO DOS ESCOLHIDOS POR DEUS
a) José, o dos pesadelos (Gn 37)
  • Fofoqueiro: trazia má fama (v. 2)
  • Era o preferido do papai (v. 3)
  • Vá, veja e retorne com notícias (v. 14)
Não temeu as consequências. Disse “eis me aqui” antes de receber o anel de governador.  Amor e comprometimento com as “coisas do Pai”. Voltou para sua terra somente para sepultar o pai.

b) Gideão, o fazendeiro de Deus?
  • Malhava o trigo em local escondido
  • Duvidou da presença de Deus (Jz 6.13)
  • Duvidou do recado de Deus (Jz 6.15)
  • Testou Deus por duas vezes
Antes mesmo da liderança, ele se preocupava com o seu povo, pois malhava o trigo às escondidas, logo acabaria por socorrer os famintos, necessitados e descuidados que teriam seu trigo roubado pelos inimigos.

c) Davi, um simples pastorzinho
  • O menor, último, o preterido
  • Não era notado
  • Não estava na festa da unção
  • Foi chamado para o fim de festa
Mas deu a vida pelas ovelhas de seu pai bem antes de receber o cetro e a coroa de rei. Amor pelo rebanho.

d) Neemias, um simples copeirozinho
  • O problema era dos judeus e não dele
  • Curioso, viajante e observador
  • Logo de cara não agradou (Ne 2.10)
Quando soube da situação, chorou, orou, lamentou, jejuou e clamou. Amor pela cidade Santa e pelos judeus.

e) Mardoqueu, visto como um mendigo
  • “Não declare o seu povo e parentela”
  • Saiu a clamar pela vida dos judeus
  • Ficou à porta do rei, lamentando
  • Vestes: pano de saco e cinza
Saiu pela cidade clamando pela situação dos pré-condenados. Amor pelos judeus.

f) João Batista, o profeta diferente
  • O que abdicou da civilização, vivia no deserto
  • Desprezado pela sociedade religiosa
  • Quase levou Israel à ira (Mt 3.7b)
  • Quem daria crédito à sua pregação?
Cumpriu sua missão. O reconhecimento veio depois (Lc 7.26-27)

8) ONDE ESTAVAM OS ESCOLHIDOS POR DEUS
  • José – na cova
  • Gideão – no buraco (lagar)
  • Davi – no pasto
  • Neemias – na cozinha
  • Mardoqueu – na porta do rei
  • João Batista - no ventre Lc 1.15


9) REAÇÃO DOS QUE RECEBERAM A CHAMADA
  • José – “eis me aqui”
  • Gideão – cuidava do trigo – Gideão falou: "... a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu, o menor na casa de meu pai" (Jz 6.15);
  • Davi – já havia dado a vida pelas ovelhas do pai
  • Neemias – se preocupou com a cidade e o povo
  • Mardoqueu – orientou a Ester não revelar sua linhagem
  • João Batista – muitos não gostavam dele, mas não se abalou por isto

10) ELES APROVEITARAM A OPORTUNIDADE – MAS DEIXARAM ALGO PARA TRÁS
  • José – deixou os privilégios do “PAI”
  • Gideão – deixou a tranquilidade da “OBRA” no campo
  • Davi – deixou a tranquilidade do pasto
  • Neemias – deixou seu emprego na corte persa
  • Mardoqueu – não fez uso dos privilégios por ser parente da rainha Ester
  • João Batista – deixou a “ALEGRIA” do povo vista no dia do seu nascimento

11) OS PRIMEIROS PASSOS DE UM LÍDER
  • José, saia da cova, mas...
  • Gideão, saia do buraco, mas...
  • Davi, saia do pasto, mas...
  • Neemias, saia da cozinha, mas...
  • Mardoqueu, saia da porta, mas...
  • João Batista, saia do ventre, mas...
A situação de todos parece ter piorado após o primeiro passo, mas era somente o início da capacitação.

12) A CAPACITAÇÃO ANTES DA ENTREGA DO BASTÃO
a) Capacitação de José
  • Na cova, enquanto esperava uma mudança
  • No trajeto ao Egito, enquanto caminhava como escravo
  • No período em que serviu Potifar
  • Nas frias prisões egípcias
Não se vingou de seus irmãos quando reconheceram sua autoridade. O socorro foi a marca de sua administração (Gn 45.7-11).

b) Capacitação de Gideão
  • Enquanto estava solitário no lagar
  • Escondia o seu trigo ou o do povo? Depois acabaria socorrendo o povo.
  • Quando derrubou os altares de Baal
  • E quando ouviu o sonho do midianita

Venceu os midianitas com 300 homens, que quebraram os cântaros, tocaram as buzinas e acenaram com as tochas.

c) Capacitação de Davi
  • Não desejou o trono antes da hora
  • Esperou o momento certo
  • Não atentou contra um ungido
  • Respeitou e zelou pela vida de Saul
  • A fuga serviu para conhecer Israel
  • Foi ungido por Samuel, pelos homens de Judá e pelos anciãos de Israel.

d) Capacitação de Neemias
  • Choro, oração, jejum e lamento
  • Coragem para pedir a permissão ao rei
  • Nos preparativos para a longa viagem
  • Incentivo na viagem e em Jerusalém diante da cena desoladora. Como se encorajou para iniciar a obra?
  • Estudou o caso, elaborou um plano e venceu a oposição. Sempre foi o exemplo.

e) Capacitação de Mardoqueu
  • Quando revelou a conspiração
  • Na porta em trajes de humilhação
  • Quando intimou a rainha (4.13)
  • Cumprindo a ordem recebida da rainha Ester (4.17)

Foi nomeado para substituir seu algoz inimigo e sua autoridade foi reconhecida em todo o império (9.3).

f) Capacitação de João Batista
  • Foi diferente, ousado e corajoso
  • Foi preparado no deserto
  • Abdicou do convívio da civilização
  • Foi ignorado pela sociedade religiosa

Escolhido e dado como profeta para executar a mais difíceis das tarefas, converter o coração de Israel à Deus.

13) O NOVO AMBIENTE DO LÍDER – PONTOS CHAVES DE SEUS MINISTÉRIOS
  • José (Gn 47.12) – Se tornou um pai para sua família
  • Gideão (Jz 8.23) – O dominador não seria ele, mas sim Deus
  • Davi (I Cr 21.17) - Ofereceu sua vida por Jerusalém
  • Neemias (Ne 8) - A reforma foi espiritual
  • Mardoqueu (Et 9.3) - Autoridade temida e reconhecida
  • João Batista (Lc 7.25-28) - Preparou o caminho para o Messias

14) INVESTIMENTOS
  • José – o Egito não investiu
  • Gideão – ninguém investiu
  • Davi – ninguém investiu
  • Neemias – o rei Artaxerxes e nem o povo investiram
  • Mardoqueu – ninguém investiu
  • João Batista - ninguém investiu

15) MAIOR BENEFICIADO COM A CHAMADA E TRABALHO DESTES HOMENS
  • Israel.

A igreja NÃO capacita líderes? Ela ENVIA (At 13.3)

Por: Ailton da Silva - 5 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário