quarta-feira, 17 de março de 2021

Adoração - aula 1


I – ADORAÇÃO

1) INTRODUÇÃO

Se o objetivo do nosso relacionamento com Deus é a produção de frutos, então a adoração deve servir como motivação, adubo e estímulo para que estes frutos sejam constantes.

 

2) O QUE É CULTO

Cultuar é reverenciar um Ser Divino, Superior, no caso, Deus. Prestar culto a Deus é adorá-lo em espírito e em verdade e amá-lo profundamente, dedicando todo tempo, respeito e reverência.

 

3) O QUE É LOUVOR

É glorificar a Deus por todas as coisas, sabendo que tudo contribui para o nosso bem (Rm 8.28), no entanto, não praticamos a mensagem que cantamos e algumas vezes “mentimos para Deus” durante o louvor:

  • Cantamos. “Bendita a hora de oração” ou “Preciosas são as horas na presença de Jesus”, mas não oramos;
  • Cantamos. “Vamos nós trabalhar, somos servos de Deus”, mas não levantamos uma palha para servir no reino de Deus!
  • Cantamos: “Como é precioso irmão, estar bem junto a ti, e juntos lado a lado, andarmos com Jesus”, mas muitos não suportam os outros ou muito menos se cumprimentam fora das igrejas.

Os louvores de hoje trilham verdadeiros campos minados, pois são letras e ritmos que tentam desvirtuar os crentes. Algumas músicas possuem ares de adoração e até usam versículos bíblicos, mas na verdade são usadas como pretexto para apoiarem ideias e comportamentos (I Co 9.22).

 

4) O QUE É ADORAÇÃO

A adoração é a única resposta da criação a partir do momento que entende Deus como Criador Supremo e Salvador.

Adoração, do grego “proskuneo”, significa.

  • Prostrar (sinal de humildade e reconhecimento da soberania divina);
  • Beijar a face (expressão de amor, atitude de íntimos);
  • Reverenciar (honrar, obedecer, atitude de submissão).

 

Adoração, do hebraico “barak” significa.

  • Prostrar-se em adoração;
  • Virar-se para beijar ou beijar a mão.

 

A própria definição de Igreja nos remete a ideia de louvor, adoração e proclamação das virtudes e do poder de Deus (I Pe 29), por isso a adoração deve resultar em maior dedicação, para servirmos ao Senhor diariamente. Caso o resultado não seja este, urgentemente devemos avaliar nossas condutas para sabermos o que está errado ou o que pode ser melhorado.

 

5) DEUS PROCURA OS VERDADEIROS ADORADORES

Muitos cantam, dançam, pregam, oram, mas poucos adoram em espírito e em verdade, pois isto requer renúncia (Mt 1.24):

  • Deus encontrou um adorador em Abraão, que não mediu esforços para quase sacrificar seu filho Isaque;
  • Deus encontrou um adorador em Moisés, que recusou os títulos de nobreza para servir o povo de Deus;
  • Deus encontrou uma adoradora em Ana, que dedicou seu filho Samuel para os serviços do Templo;
  • Deus encontrou adoradores em Daniel, Hananias, Misael e Azarias, que se recusaram os manjares de Nabucodonosor;
  • Deus encontrou um adorador em Jesus que se humilhou a si mesmo e foi obediente até à morte de cruz (Fp 2.5-8).

Deus procura verdadeiros adoradores e estes devem adorar ao Criador em espírito e em verdade. Mas o que é adorar em espirito e em verdade? Adorar em espírito e em verdade é adorar sob a influência do Espírito Santo e isto somente é possível para aqueles que passaram pelo novo nascimento, que andam segundo o Espírito Santo de Deus e não conforme a vontade da própria carne (Gl 5.16-25).


Fonte: Apostila Curso Básico de Teologia do SETEM – Seminário Teológico Manancial
Elaboração: Pb. Ailton da Silva

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário