Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

terça-feira, 4 de agosto de 2015

A flecha nas mãos do arqueiro


Como uma flecha sofre no arco antes de ser atirada ao alvo. Nas mãos do arqueiro, ela é puxada para trás com toda a força, depois fica aguardando o momento e a mira ideal, para ser atirada.

Fico imaginando a ansiedade dela durante estes momentos de espera. Certamente ela se julga em condições de ser atirada para atingir o alvo. Este tempo de espera e mira deveria ser reduzido, segundo o entendimento dela, haja vista, se imaginar em condições ou pelo menos, que não necessitava de tanto ritual.

Imaginemos o seguinte: Se não houvesse, por parte do arqueiro, o cuidado com a força, a mira, a paciência, o estudo sobre o alvo, fatalmente a flecha não atingiria o objetivo. Provavelmente o alvo até seria mirado, mas não seria atingido (o arqueiro miraria no alvo, mas acertaria o seu próprio pé). 

Quanto mais a flecha sofre no arco, mais ela consegue reunir forças para que no momento de lançamento não perca a velocidade no meio do caminho.

Ás vezes, imaginamos ou queremos encurtar o tempo de espera, talvez por nos julgarmos em condições de atingirmos nossos alvos, mas estamos nas mãos de Deus, que sabe o momento certo para que sejamos lançados (enviados).

Deus nos segura (preparação), tal como o arqueiro prende a flecha e no momento certo, seremos lançados para nossa missão. Então o alvo já estará estabelecido e os obstáculos que surgirem pela frente serão vencidos em nome de Jesus. Fatalmente este sucesso não seria notado, caso a flecha fosse lançado segundo o tempo humano.

Não nos esqueçamos: antes de ser lançada para frente, a flecha é puxada para trás.

Por: Ailton da Silva - 5 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário