Apresentação da lição em power point

sexta-feira, 11 de março de 2011

A lei - a igreja foi liberta

Caso os apóstolos cedessem as pressões dos judaizantes, os gentios e a igreja, no todo, deveria, no minímo, conhecer alguns pontos importantes da lei Mosaica e guardar outros, os mais importantes, ou no caso os que estavam sendo reinvidicados pelos cristão judeus.

Na verdade, o sacrifício do Calvário seria autenticado pela Lei (aberração) e a salvação em Jesus seria tão dificil e cruel quanto era através da propria Lei.

A igreja fora liberta destas ordenanças, porque não suportaria, não resistira e se auto destruiria com o tempo, da mesma forma como aconteceu com os pais daqueles que desejavam tal reformulação na Igreja, ou seja, eles conhecendo todos estes rituais não seriam capazes de suportarem, imaginem a igreja, recém saída do mundanismo gentílico, sem nenhum conhecimento acerca destes pontos. Certamente teríamos um alto índice de desviados da fé.

A relação abaixo foi extraída a partir do vigésimo capítulo de Êxodo e se estendeu até o livro de Deuteronômio. A Lei falava acerca:

Dos 10 mandamentos (normal, quase que recomendações);

A temida circuncisão:

Sobre os servos e homicidas;

Sobre os que amaldiçoam os pais e ferem qualquer pessoa;

Das propriedades;

Imoralidade e idolatria;

Testemunho falso e injustiça;

Ano do descanso e o sábado;

As três festas;

Toda a preocupação com o Tabernáculo/Templo

Arca da aliança

Disposição dos objetos, enfeites no Tabernáculo/Templo

O propiciatório;

Cortinas do Tabernáculo/Templo;

Tábuas do Tabernáculo/Templo;

Véus do Tabernáculo/Templo;

O altar dos holocaustos;

O pátio do Tabernáculo/Templo;

As vestes sacerdotais;

Urim e Tumim;

A lâmina de ouro puro;

Os sacrifícios e as cerimônias de consagração;

O altar do incenso;

O resgate das almas;

A pia de cobre;

O azeite da santa unção;

O incenso santo;

A coberta de pele e as tábuas;

Os véus e as colunas;

A mesa;

Os holocaustos;

A oferta de manjares;

Os sacrifícios de paz e da graça;

Os sacrifícios pelos erros dos sacerdotes;

Os sacrifícios pelos erros do povo;

Os sacrifícios pelos erros de um príncipe;

Os sacrifícios pelos erros de qualquer pessoa;

Os sacrifícios pelos pecados ocultos;

Os sacrifícios pelos sacrilégios;

Os sacrifícios pelos pecados de ignorância;

Os sacrifícios pelos pecados voluntários;

A expiação dos pecados;

A expiação da culpa

Sobre a gordura e o sangue;

Animais impuros e puros;

As porções reservadas aos sacerdotes;

As purificações após o parto;

Acerca da lepra e da sua cura;

As imundícies do homem da mulher;

Hierarquia sacerdotal;

Uniões ilícitas;

Uniões abomináveis;

Sobre os diversos crimes;

Instruções acerca das lâmpadas com azeite puro batido, instruç;

O ano do descanso;

Coisas consagradas;

Sobre os votos;

Sobre os levitas;

Sobre o adultério;

Nazireado;

Conclusão:
Diante de tudo isto, quem estava dominando o mundo, os romanos ou o judaísmo?

Os judaizantes queriam imitiar os gregos? Queriam aniquilar a cultura dos gentios?


2 comentários:

  1. então se os dez mandamentos foi abolido. porque usam os mandamentos que querem, ou seja usam dois mandamentos e o resto esquecem. não preguem a mentira. falem a verdade. DEUS NÂO MUDA os seres humanos iriam cuidar de mudar a lei e os mandamentos de Deus

    ResponderExcluir
  2. A lei e nenhum mandamento foi abolido, o que houve foi o cumprimento de tudo o que já havia sido entregue a Israel. Quanto aos 10 mandamentos eles servem para normatizar nossas condutas cristãs, algo do tipo, para que não haja privilégios, esculachos ou explorações.

    Veja so: era muito fácil cumprirem a lei quando invadiam as casas das viúvas para cobrarem dividas do falecido marido, ou era muito mais gratificante quando levavam os filhos como escravos (2 Rs 4). Estavam no direito e cumpriam a lei na integra. Batiam em seus peitos, todos satisfeitos.

    Mas não aplicavam os mesmos critérios (digo ousadia, coragem e vontade de cumprir a lei), quando deveriam socorrer as viúvas, órfãos, necessitados e estrangeiros.

    Por isto Moisés somente conduziu o povo até Canaã. Este foi o motivo que o impediu de entrar e receber a tão almejada benção. Ele apenas guiou o povo, assim como a lei que também guiava e orientava, mas faltava algo para que a salvação pudesse ser concretizada e Moisés e tampouco a lei tinham condições de proporcionarem isto a Israel e muito menos a nós.

    ResponderExcluir