Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Fórmula para diminuir o tempo da luta - mensagem 82


Introdução:
Sempre buscamos de Deus, sinais para confirmação de nossos passos e atitudes. Por várias vezes recebemos estas confirmações, mas não entendemos o que Deus está querendo dizer.

Os sinais são necessários, pois através dele reforçamos a nossa fé para continuarmos na batalha. Usaremos como exemplo três homens, Jacó, Moisés e Elias, que pediram ou receberam de Deus sinais para que os problemas, identificados por eles, fossem solucionados.

1. Identificação dos problemas:
• Jacó carregava por mais de vinte anos um peso (Gn 31.41). Ele havia enganado seu irmão e pai. Vinte anos de separação e remorso. O seu grande problema é a distância da família;

• Moisés havia fugido do Egito com medo de ser acusado e condenado pelo assassinato do egípcio, na verdade era um assassino (Ex 2.14-15). O seu grande problema era a distância de seu povo;

• Elias após ser usado em público temeu a ameaça de Jezabel e fugiu. Pediu, em animo, a sua morte, pois não suportava mais as perseguições, calunias e difamações (I Rs 19.2). O seu grande problema era a distância da obra;

2. Ouvidos sensíveis para os sinais de Deus:
• Jacó – Deus colocou em seu coração o desejo de voltar (Gn 30.25) e confirmou (Gn 31.3). Foi tão logo o nascimento do filho da mulher que sempre amou;

• Moisés – Deus falou que o enviaria ao Egito para libertar o seu povo (Ex 3.10). Os nove primeiros versículos ele ouviu atentamente sem lastimar, mas após o 10º (quem sou eu? Quem é o Senhor? Eles não crerão! Não sou eloqüente! Sou pesado de boca e língua! Envia outro!). Que luta! Quantos sinais! Sarça, vara e lepra. Uma árvore em chamas qualquer homem natural pode enxergar, mas vê-la intacta, isto somente é para os espirituais;

• Elias – Deus falou com ele, mas não foi pelo fogo, vento ou terremoto, mas sim através de uma voz mansa e suave (I Rs 19.13-18). Deus trata com obreiros que estão em cavernas de uma forma especial (voz mansa e suave).

3. Os três tentaram mudar a situação à sua própria maneira:
• Jacó – por uma vez Labão conseguiu segurá-lo (Gn 30.27), mas agora não tinha mais jeito, estava resolvido);

• Moisés – se desqualificava e pedia para Deus enviar outro em seu lugar (Ex 4.1-13), mas decidiu voltar e fazer a vontade de Deus;

• Elias – esperava Deus se manifestar no vento, fogo, terremoto, mas foi na voz mansa e suave. Quando teve a certeza saiu da caverna. Na verdade ele não queria ter a certeza de que era Deus que estava falando com ele.

4. Situação espiritual e material dos três após decidirem fazer a vontade de Deus
• Jacó – fugiu pobre, solitário e sem provisões (Gn 28.11), mas voltou rico. No retorno estava certo de que Deus o ajudaria na reconciliação com seu irmão (Gn 33.4), o que realmente aconteceu. Assim todos os seus problemas antigos foram resolvidos;

• Moisés – voltou com autoridade, como embaixador e representante de Deus na terra (Ex 5.1-2). Quem é Deus? Quem é Moisés? Estas foram as perguntas de faraó. E o crime de Moisés (Ex 2.12)? Havia prescrito? Os egípcios sequer pensaram colocar as mãos em Moisés, mesmo que desejassem Deus não permitira;

• Elias – teve 3 missões: ungir 3 homens – um rei para a Síria (inimigo de Israel), ungir Jeú rei de Israel e Eliseu seu sucessor (I Rs 19.15-16).

5. Tempo total das lutas de Jacó, Moisés e Elias;
• Jacó – 20 anos (Gn 31.41)
• Moisés – 40 anos (enquanto pastoreava bichos, depois mais 40 anos no deserto (pastoreando gente);
• Elias – 40 dias e 40 noites (I Rs 19.9)

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário