Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Lição 2 - pós aula

A CULPADA
A mulher que Tú me destes, ela é a culpada” Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

E disse Abraão? “A culpada por eu ter aceito a bigamia foi Sara. A mulher que Tú me destes. A culpada pelo meu erro foi ela”. Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

Os homens culpam as mulheres pelos seus erros, enquanto as mulheres são, de vez em quando, duras, quando dizem: “agora descobri com quem casei, agora sei quem é você”. Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

Eva poderia ter dito a Adão, na saída do paraíso: “já que deu errado, vou seguir o meu caminho, siga o seu. Agora descobri o seu verdadeiro caráter, seu bagre ensaboado, quando a coisa aperta você apela e culpa os outros pelos seus erros”. Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

“Ontem eu era osso do seu osso e carne de sua carne, hoje seu sou “a culpada”. Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

Para onde Eva iria? Tentaria outra união? Com quem? Ruim com Adão, pior sem ele. Ainda bem que não existem muitas pessoas assim (?).

Eles continuaram juntos, mesmo após o erro.


PRESENÇA DA MISERICÓRDIA E A AUSÊNCIA DE ARREPENDIMENTO
Faltou pouco para Deus tornar Adão ao seu estado original, terra. E quanto a Eva, por pouco que não voltou a ser osso do osso do homem. Por pouco.

Não lembro de ter lido algo do tipo: “Está bom, erramos, eu e ela, por favor nos perdoe”.

Me lembro bem da instituição da misericórdia, mesmo com a ausência do arrependimento.


PROGRAMA TOLERÂNCIA ZERO
Deus não aniquilou o homem no jardim do Éden da mesma forma como não exterminou Israel no deserto, quando ofertou a Moisés a possibilidade de fazer a partir dele uma nova geração (Ex 32.10).

Na ocasião Moisés argumentou: “Os egípcios dirão que o Senhor tirou Israel do Egito para matá-lo no deserto”. O que diria a humanidade que sequer ainda existia: “Deus tirou Adão e Eva do paraíso para que eles morressem na terra”.

Rebeldes como estavam, o que garantia que Adão e Eva não retornariam ao jardim para se aproximarem daquela arvore? Por isto que Deus colocou guardas no caminho dela.

O Maligno pensou rápido: “Se eu cai nesta ladainha, nesta conversinha fiada de querer ser igual a Deus (não maior), mas igual, então vou fazer com que a criação Dele também caia no mesmo erro.

Caso tivessem filhos, na saída do paraíso Eva diria: “Vou para casa da mamãe, vou levar meus filhos, fique ai com seus amigos”.

Casamentos mistos – com quem os filhos passam a maior parte de sua vida? Com as mães, portanto não tem cabimento algumas vezes elas dizerem: “Com quem vocês estão aprendendo isto?”. Neemias estava certo quando repreendeu os judeus no tocante a este assunto (Ne 13.23). Cuidado com as moabitas, amonitas e asdoditas.


O PECADO ANTES DA MORTE
Muitas vezes o pecado tenta chegar primeiro para cumprir uma função que não é dele, findar uniões. Quando chega antes, fatalmente alcança o seu objetivo.


“AQUELE ASSUNTO”
Deus não havia mentindo para Adão e Eva em nenhum momento, até então havia feito tudo de bom para eles, porque então NAQUELE ASSUNTO mentiria?

Deus já fez muito por nós, porque NAQUELE ASSUNTO Ele mentira?

Para Deus: 1 + 1 = 2
Para o Maligno: 1 + 1 = 0

Por: Ailton da Silva - Ano IV

Nenhum comentário:

Postar um comentário