Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Lição 5 - pós aula


A saída dos hebreus se deu de forma amigável, mas somente depois que Deus entrou no assunto, aliás Deus entrou no assunto desde o início, foi Ele que iniciou o dialogo diplomático.

As três nações envolvidas no conflito: Um hebreu, criado entre os egípcios, que vivia em Midiã foi o diplomata escolhido.

Quando os hebreus saíram do Egito, eles imaginaram que o problema havia terminado.

Ficou provado publicamente que os hebreus eram filhos de Deus e foram depois desta evidencia, enviados ao deserto, o que eles queriam mais? Será que desejavam ver todas as nações se dobrando diante deles? Ou o caminho sendo aberto para o seu destino final? Jesus quando ouviu publicamente a declaração de paternidade vinda diretamente do Pai, foi enviado para o deserto e não para um pedestal.

Deus tirou os hebreus do Egito e cuidou no meio do deserto. Ele faz o mesmo com o homem, tira do mundo e abre as portas para o deserto e cuida da mesma forma.

Exemplo: liberta o homem das drogas, insere-o no deserto e envia a coluna de fogo (para iluminar o caminho durante a noite e nuvem para proteger dos ataques do dia). Sem as colunas de fogo e nuvem, estaríamos perdidos.

No caminho mais longo à terra prometida havia um obstáculo para impedir o retorno voluntário dos hebreus ao Egito, o Mar Vermelho.

No caminho mais curto, não havia impedimento nenhum. A volta seria tão mais rápida quanto a ida.

Os hebreus andaram, andaram e andaram e nada de Terra Prometida. Se fosse hoje teríamos um monte de gente dizendo: Kd, kd, kd, kd, kd?

Faraó, o último egípcio a ser atingido. Ficou por último para contemplar a glória maior do “Eu Sou”.

O Egito foi varrido do mapa. Fim.

Por: Ailton da Silva - Ano V

Nenhum comentário:

Postar um comentário