Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

sábado, 18 de junho de 2011

plano de aula - lições trimestres anteriores

2º trimestre - 2007

Tempos trabalhosos – como enfrentar os desafios deste século
Lição 2 - 15/04/2007
Efeitos do mundanismo na família

A sociologia define a família como sendo o primeiro grupo social no qual a pessoa é inserida, porém um dos grandes desafios enfrentados pela igreja é a manutenção desta instituição.

Os homens mesmo sem conhecer a palavra de Deus reconhecem a importância da família, por isso podemos dizer que este reconhecimento não é exclusividade da igreja.

Deus viu que não seria bom que o homem permanecesse sozinho, por isso criou a mulher e ordenou que se multiplicassem. Ela foi o resultado da essência de uma carência explicita na vida do homem, percebido por Deus. sem família seria impossível a multiplicação da espécie.

Conceito de família;
Núcleo natural oriundo da união estável entre um homem e uma mulher (casamento), tornando-se base da sociedade, porém pela dureza do coração do homem este conceito teve que ser redefinido, pois os juristas tiveram que reconhecer a instituição da família sem a necessidade do casamento, para que os filhos destas relações tivessem os mesmos direitos garantidos.


Funções da família:
• Procriação: propiciar a perpetuação da espécie humana;

• Socialização: a família é o meio pelo qual o ser humano é inserido na sociedade, onde aprende as regras e formas de convivência com os seus semelhantes;

• Afetividade: a família é o local estabelecido por Deus para que o homem e a mulher não se sintam solitários, mas sim complementados;

• Proteção: a família oferece um certo grau de proteção física, econômica, psicológica aos seus membros;

• Econômica: Deus determinou à natureza que ficasse a disposição para fornecer a Adão e Eva o sustento, porém seria penoso;

• Status: através da família o ser humano obtém a sua primeira posição na sociedade (nome).


Os ataques à família:
• No Éden, o inimigo atacou o primeiro casal e a consequência foi a expulsão do paraíso e posterior assassinato de Abel;

• Ao longo dos tempos o inimigo aproveitou a infidelidade conjugal e a ausência de Deus no lar, para dar continuidade ao seu ataque;

• Banalização do casamento como essência para constituição da família. Isto acontece devido a dureza dos corações humano;

• Visão burocrática do casamento, apenas um papel (Adão e Eva, não assinaram nada). Isto é um preceito, uma lei, uma doutrina meramente humana;

• Ausência de comunhão entre os membros de uma família (correria, falta de tempo, 2 empregos);

• Inversão e demolição de valores, inversão da pirâmide, modificação da relação pais e filhos. A autonomia e independência motivam muitos jovens a estas práticas.


Como vencer estes ataques:
• Devemos tomar posição firme diante de Deus: “eu e minha casa serviremos ao Senhor”;

• É preciso temer a Deus e andar nos seus caminhos;

• É necessário edificarmos a casa sobre a rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário