Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

lição 11 - pós aula


"Inveja tem pernas curtas" ou encurta as pernas do invejoso? Ele não sai do lugar para aprender, conquistar e fica somente invejando.

Aqueles que conseguem enxergar o espinho na própria  “cara” (II Co 12.7) se rendem a inveja, duvido?

Jovens com inveja de outros, estudo, condições oportunidades e recursos.

Que profecia bonita, era tudo o que a mulher e o homem gostariam de ouvir: “Vós sereis como Deus”.

Uma vez ouviu um testemunho de um conferencista, ele disse: “fico 90 dias sem aparecer em casa, fazendo a obra, visitando igrejas e ensinando, não vi meus filhos e netos crescerem”.

Em outra oportunidade ouvi de um pastor intinerante que dizia estar cansado das viagens e do fato de não ver seus filhos crescendo, de não poder passear, viajar com a familia. Como alguém pode invejar tais situações?

A inveja estaciona o invejoso e a vitima da inveja prospera, vide caso de José. As vezes alguém é invejado na congregação local e anos mais tarde está em uma situação melhor, com mais responsabilidade, com CD e DVD gravados e o invejoso continua sentado no banco a procura de outra vitima.

Como pode haver derramamento do Espírito Santo em um ambiente cheio de invejosos e maldosos? Nós que somos pecadores conseguirmos discernir imagine Deus em sua Santidade.

Existe inveja santa? Querer ser igual ao outro sem praticar mal? Então existe adultério santo, fornicação santa, querer sem maldade e o que dizer do assassinato santo, para resolver pelejas?

Prova maior de que a inveja é maléfica e traz sérias consequências são justamente os fatos ocorridos com Caim, Abel e os irmãos de José. Pelos menos avisados fomos para não agirmos conforme eles.

“Não é bom que o homem esteja só”. Oba! Terei alguém em quem colocar a culpa.

Caim entregou seu sacrifício e ficou vigiando, vigiando, olhando de “canto de olho” o que seu irmão entregaria. Ele queria ser o número 1.

Abel morreu, Caim não pode fazer o que mais gostava, lavrar a terra e virou um fugitivo “protegido por Deus” e os irmãos de José estacionaram no tempo.

Os irmãos de José invejaram a túnica e deram de mãos beijadas um trono ao irmão, imaginem se tivessem invejado o trono? O que não aconteceria de bom com José.

Os irmãos de José, mesmos invejosos, saíram do lugar. Saíram para pedir socorro, mantimentos e foram sustentados pelo irmão (Gn 47.12)

Gostar de um filho, mais do que o outro, ter mais afinidade com um, é aceitável, mas o que não pode acontecer é cometermos o mesmo erro de Jacó, dar o melhor presente e suscitar a inveja nos outros.

Saul foi tão invejoso e maldoso que esqueceu do reino. Perseguiu Davi e esqueceu de reinar, esqueceu até mesmo dos inimigos.

Inveja teórica e inveja prática? Inveja somente no pensamento ou com ações, creio que ai viraria maldade.

Se estivermos diante de  possibilidades, qual escolheríamos: “salário mínimo, 2 salários e o de chefia em qual cargo cresceríamos os olhos?

Deus não vai eliminar a inveja do meio da igreja, pois isto é possível ao homem (Gn 4.7 parte final).

A inveja tira até a vontade de comer, dá uma tristeza no homem (I Rs 21.4).

Por: Ailton da Silva (18) 8132-1510

Nenhum comentário:

Postar um comentário