Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

sábado, 11 de junho de 2011

plano de aula - lições trimestres anteriores

REVISTA LIÇÕES BÍBLICAS
TEMPOS TRABALHOSOS
COMENTÁRIO: ELINALDO RENOVATO
CONSULTOR DOUTRINÁRIO E TEOLÓGICO: ANTONIO GILBERTO
Lição 5 – 2º trimestre 2007
OS PERIGOS DA TEORIA DA EVOLUÇÃO
06/05/2007

I - INTRODUÇÃO
Em Gn 1”1, Deus organizou o caos que imperava no universo. Contra fatos (histórias Bíblicas), não há argumentos (teorias humanas). O importante não é sabermos como Deus criou o mundo, mas sim o porque?

O evangelho é uma locomotiva deslizando sobre um único trilho, chamado teologia. O trilho que falta para dar maior estabilidade chama-se ciência. Grandes homens da Bíblia fizeram uso da ciência. Ex: Moisés (ciência egpcia), Salomão, Paulo (que era de Tarso um dos grandes centros filosóficos da época).

Lamentavelmente muitos crentes espirituais insistem em condenar a ciência, sem qualquer respaldo bíblico, com o pretexto de descobrir a verdade, pois pensam que a ciência se opõe a Deus, atacam como se ela fosse proibida ao ser humano. Na verdade, não precisamos de afirmações cientificas para cremos em Deus.

O primeiro pensamento que vem em nossa mente quando falamos em ciência é que todos os cientistas são ateus.

A ciência se preocupa em saber como ocorreu a criação do universo, enquanto que a teologia se preocupa com o porque da criação.

II – TEORIAS DA CRIAÇÃO DO UNVIERSO:
1) Disputa de poder:
Briga entre os deuses, batalha pelo poder (teoria que foi desprezada com o passar dos anos juntamente com estes deuses, frutos da mitologia grega e romana;

2) Big Bang:
Talvez foi originado pela entrada de energia desordenada (queda de lúcifer ou o “haja luz”). Se esta explosão tivesse ocorrido realmente as coisas não se encaixariam e não funcionariam perfeitamente. Ex: camada de ozônio, oxigênio, gravidade, forças da natureza. Tudo seria uma catástrofe. Quando um prédio é implodido o que sobra é um monte de entulhos desordenado. Em nenhum momento, ao abaixar da poeira, os materiais estão organizados, arrumados ou separados cada um no seu canto.

3) Teoria dos intervalos
Intervalos entre os versículos durante a criação de Deus que podem ter sido de milhares, milhões ou bilhões de anos ou eras. Esta teoria reza que entre o 1º e 2º versículos houve um evento que destruiu a terra e a deixou sem forma e vazia, afirmando ainda que nesta época existiram gigantes e dinossauros, que devido a este evento, foram extintos, pois estes seres e animais morreram em sua maioria e os que sobraram foram pouco a pouco morrendo, pelo fato de toda a erva e frutos terem sido destruídos por esta eplosão na terra.

4) 7 dias literais:
Teoria que prega a criação do mundo em 7 dias literais de 24 horas, porém é importante observar que estes dias não podem ser considerados, literalmente de 24 horas cada, porque o sol, a lua e as estrelas (características marcantes e evidentes da ordem cronológica) ainda não tinha sido criados, somente o foram no quarto dia.

5) Teoria anglo-irlandesa
No século XVI o arcebispo james Ussher estabeleceu que o universo fora criado em 22/10/4004 a.c.

6) Explosão x contração x explosão
Teoria que diz que o universo emergiu de um estado extremamente denso e quente há cerca de quase 14 bilhões de anos e que continua em expansão se contraindo para novamente explodir. Refutação: Está desacredita devido a estudos que comprovam que o universo se expande indenidamente.

7) Teoria da evolução
Darwin, no século XIX, disse que a vida surgiu por acaso, segundo ele o primeiro organismo vivo teria aparecido há cerca de 3,5 bilhoes de anos:
• Seleção natural – os mais fortes sobreviveram e os fracos foram morreram. Refutação: porque os dinossauros foram extintos e as lagartixas ainda existem?
• Novas espécies surgiram a partir da mutação e adaptação de outras. Tartarugas da Ilha de Gaalapos (umas tinham pescoço mais cumpridas que outras, as girafas, etc);
• Evolução biológica que por essência diz que os seres humanos são resultados de evoluções de formas de vidas anteriores e que tendem a chegarem em formas superiores em breve, porém não foi isto que vimos nas duas primeiras guerras mundiais, o holocausto;
• Adaptação – isto também é refutado, pois se fosse para se adaptarem as necessidades atuais os seres humanos já teriam asas e guelras para voarem e nadarem.

Esta crença de que o homem descendeu de um ancestral comum chamado de L.U.C.A. (último antepassado comum universal – last universal common ancestor), está associada a figura de Charles Darwin (1802-1889).

A teoria da evolução é uma das mais potentes armas que o ateismo e o materialismo tiveram em suas mãos para, através de uma roupagem cientifica, numa época em que a ciência adquiriu status de grande credibilidade, procura levar os homens a descrença de Deus e menosprezo a sua Palavra.

a) Fórmula da teoria da evolução:
nada + o impessoal + tempo + acaso = tudo o que existe

b) Contradição da própria fórmula:
como pode algo se originar do nada? Como o pessoal pode ser originado do impessoal? Como a complexidade, o planejamento, a ordem e a simetria pode resultar do acaso?

8) Teoria do criacionismo:
Deus criou os seres vivo segundo cada um a sua espécie (Gn 1”11, 12, 21, 24, 25). Assim sendo a Bíblia nos mostra que não houve evolução, tentativas de acerto ou aprimoramento por parte do Criador supremo e que não existe uma relação entre os organismos vivos e os fossilizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário