Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 18 de julho de 2011

pós aula - lição 3

1) Mesmo Jesus sabendo do que ocorreria com Judas ainda o tratava bem, como se nada fosse acontecer, ainda se preocupava com ele;

2) Em muitos casos o passado atormenta o homem, mas devemos lembrar que ele FICOU para trás, está lá, esquecido por Deus, mas acessível ao homem, basta esticar a mão ou dar o primeiro passo e pronto, o passado será desenterrado. Não tem necessidade de mexer nele, o problema já foi resolvido;

3) Com quem Judas aprender a se apropriar do que não era dele? Era sua natureza antiga? Com Jesus certamente não foi!

4) Judas tinha uma natureza antiga difícil e estava, na condição de novo convertido, experimentando uma nova natureza ou será que estava desenvolvendo uma terceira natureza, que desconhecemos?

5) A Igreja é a que atesta o novo nascimento do homem, o mundo não tem esta competência;

6) Será que a igreja tem mais sabedoria que Nicodemos, sabemos mais que ele? Pelo menos estamos estudando sobre o novo nascimento;

7) Testemunho do nosso pastor: Segundo ele, um pastor reconhecido, desenvolveu uma dinâmica para trabalhar com novos convertidos. Ele designou famílias para cuidarem dos novos crentes, inclusive nos campos materiais e espirituais;

8) Nascimento de um bebê: Enquanto não vem ao mundo, ele está tranqüilo, sombra e água fresca, não se preocupa com a vida ou com o mundo de fora, mas de uma hora para outra sairá. Neste estágio se o bebê pudesse falar ele diria: quando nascer eu me preocuparei com a vida. Da mesma forma como o homem diz hoje: vou pensar nisto depois (que morrer?), por enquanto vou aproveitar;

9) Quando o bebê for inserido neste mundo, que mudança, mas vai ter que se virar sozinho? Não, os primeiros que o ajudarão serão os pais, a família. O bebê dependerá e será ensinado por eles, mas ele deverá andar e se portar como tal, assim como o novo convertido;

10) No nascimento já é possível identificar alguma doença no bebê, desta forma o tratamento pode ser iniciado. O que não pode é continuar e crescer doente, mesmo que tenha sido identificado o problema. Ao ser identificado algum problema nos novos convertidos estes devem ser tratados imediatamente, sob pena de toda a igreja e ele sofrer depois;

11) Um testemunho meu: Há muito tempo atrás uma irmã me disse que todos os crentes são frustrados, pois sempre largam algo que gostam de fazer. Na verdade é o novo nascimento nos proporcionando isto;

12) Porque deve haver novos nascimentos dentro da igreja? Porque não podem continuar como outrora? Justamente para provar que Deus está operando no meio da igreja, senão houvesse novos nascimentos certamente seriamos os homens mais infelizes da terra;

13) Como os hebreus conseguiram lembrar dos pepinos, alhos cebolas que não faltavam no Egito? Eles estavam acostumados com aquilo, mas dos trabalhos forçados, do sofrimento não lembraram. Não estavam sofrendo no deserto, pois qualquer dificuldade que aparecia eles reclamavam para Moisés e a resposta era imediata. O homem a qualquer momento é capaz de desenterrar. Mas como no caso dos hebreus, Deus abriu o mar vermelho para passarem apenas uma vez, vitória, para o retorno, derrota o mar não seria aberto, se quiserem voltar, que seja a nado, com as próprias forças;

14) Um testemunho do nosso pastor: Sobre o tempo que congregava em Santo André duas missionárias testemunharam das dificuldades no campo e disseram que nós temos o costume de condenar os hebreus por terem sentido saudades da comida egípcia, mas elas, no campo, na dureza, que sofrimento era quando se lembravam do cheirinho de café fresco. É certo que são duas condições bem distintas, mas valeu pela ilustração;

15) Ah! Se Pedro encontrasse aquela criada que conheceu quando era novo convertido, quando temendo disse não conhecia Jesus. Se a encontrasse após o revestimento do poder, o que ele diria a ela? Conheço, vivo, sinto, sirvo e creio Nele;

16) Pelo novo nascimento ganhamos de presente, de Deus, uma nova forma de vida, ganhamos vestes brancas, interesse pelo zelo do nosso corpo da nossa saúde, etc;

17) Graça de Deus infinita, misericórdia nova a cada manhã e o zelo de Deus pela igreja, precisamos mais do que para alcançarmos a estatura de varão perfeito?

18) Jesus poderia ter autorizado a Pedro a iniciar os trabalhos da igreja primitiva ali mesmo, antes dele ir para a cruz, mas o futuro pastor, o novo convertido, ainda precisava de crescimento, precisava conhecer na integra a misericórdia de Deus, o perdão, a restauração, e principalmente necessitava do amadurecimento e revestimento;

19) Devemos olhar para Jesus o autor e consumador da nossa fé, ou seja, aquele que inicia e termina o trabalho, o único que é capaz de nos mostrar o produto de nossa fé.

Por isto que não me canso de dizer: NÃO HÁ DEUS COMO JEOVÁ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário