Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 24 de julho de 2011

pós aula - lição 9

Alguns comentários dos alunos e outros que citei durante a aula.

1) quantas vezes falamos ou ouvimos isto: “Você colocou no mundo então cuide”. Deus colocou o homem no paraíso e após o pecado, Ele cuida até hoje;

2) a igreja deve pregar antes para Jesus operar depois. Isto é um privilegio, uma exclusividade, nós temos a novidade, temos a notícia que o mundo não conhece. Porque a igreja é tão resistente para pregar esta novidade?

3) luz do mundo e sal da terra, não precisa de mais nada. Não precisa ser extravagante. Não precisa ser o confete ou a alegria do mundo ou em alguns casos, os bobos da corte;

4) o pecado original fez a terra "arder em chamas", ela sentiu, se manifestou contrariamente;

5) “indo”, pregai o evangelho. Vocês já estão indo, continuem;

6) algumas pessoas chegam à igreja como verdadeiros animais (brutos violentos), ou como aves (aéreos, sem rumo) ou rastejando como repteis (pelo fardo, cansados), alguma coincidência? "dominai (sobressaia a eles, ajude-os) sobre peixes do mar, aves dos céus e sobre toda a terra e sobre todo reptil que se move";

7) porque Jesus come com publicanos e pecadores? Ora, vai comer com quem? Com romanos, gregos, fenícios, cananeus? Ainda não era hora. Isto seria atribuição da igreja;

8) cerca de 3 anos foi o ministério de Jesus em Israel, para resgatar os perdidos. Se fosse preciso correr o mundo neste período Ele correia, e até em menos tempo, mas primeiro ele teria que investir no fundamento, no alicerce, para depois iniciar a grande construção;

9) MSI – movimento dos sem igreja, que não estão ligados a nada e saem fazendo a obra;

10) fretar ônibus para trazer os ouvintes da Palavra. Descarregam e buscam outros;

11) a atitude dos discípulos, em Atos 1, contribuiu para o crescimento do reino de Deus, pois “FICARAM” esperando o revestimento, pregaram a necessidade do congregar;

12) o pacto de Lausanne já previa uma igreja problemática no século XXI, preocupada apenas com o ajuntamento de povos, e não com a evangelização dos povos, alheia a genuína conversão através da Palavra;

13) Uma observação do nosso pastor: Como pregar em condomínios fechados que não permitem a entrada de carros de som, a realização de culto ao ar livre, como entregar folhetos e convidar o povo? Daí a importância do rádio, televisão, internet, etc para alcançar os povos. E o que dizer dos edifícios, temos condições de pregar de porta em porta?

14) multidões levantam a mão, mas poucos perseveram. A Palavra chegou ao espírito e a alma, mas a carne não foi alcançada. Logo ela se sobressai. Isto não é crescimento com qualidade;


15) um testemunho meu: Quando estava na 6ª série fizemos um trabalho em grupo sobre as religiões e igreja. Fomos em todas as igrejas da cidade, católica, budista, adventista, testemunha de Jeová, exceto na Assembléia de Deus. Aliás eu fui até o portão, mas não tive coragem de entrar, achei a igreja simples, pequena, de madeira, tinha pouca gente. Meu Deus.

16) a responsabilidade da igreja já foi destacada desde o inicio, lá no paraíso. Adão queria alguém para se sentir responsável além da terra. Quando foram expulsos obteriam o sustento da terra e cuidariam de outros, assim como a igreja que obtém o seu sustento na igreja e se preocupa com a situação do pecador;

17) quantos pensam assim: “Eu faço parte do corpo de Cristo, conheço a novidade, mas não quero usufruir desta exclusividade em pregar o evangelho. Deixe para quem gosta”;

18) a igreja oferece aos homens assuntos que ele não conhecem ou conhecem parcialmente, tais como: perdão integral do pecado e não o parcial, salvação imediata por Jesus e em vida e não o sacrifício pelo perdão ou dependência pós morte para alcançar a salvação;

19) o homem estava destituído da glória de Deus então não restava outra alternativa a não ser viver conforme lhe era oferecido, como acontece hoje. Mas tanto para Adão quanto para o homem hoje está disponível o instituto do arrependimento. Adão poderia refletir: Eu estava no paraíso, tinha o privilegio na viração do dia, eu teria que somente administrar a terra e agora estou diante dos trabalhos pesados, terei que lavrar a terra, buscar, plantar, colher, que mudança”;

20) a conseqüência do erro de Adão, além da expulsão, somente foi sentida anos depois, na tragédia familiar. Depois de tanto tempo esta cobrança na minha vida. Será que Deus não havia esquecido do seu erro? Porque aquela situação? Em muitos casos o prejuízo não se manifesta no momento do erro, mas sim depois;

21) Adão e Eva foram os primeiros a realizarem uma missão transcultural, pois conheceram a forma de vida que agradava a Deus e aprenderam (?) no paraíso, mas foram colocar em prática na terra, com os seus filhos. Ali eles deviam ter percebidos que aquela nova forma de vida estava errada, precisavam de mudança, urgente;

22) cuidem da terra! Quem? Adão e Eva? Ou a igreja? Cuidem da terra, igreja, preguem!

23) quantos convertidos que não se encontram na igreja? Que não são integrados ao corpo de Cristo;

24) o único rico que Jesus teve sucesso foi com Zaqueu;

25) a igreja deve pregar, batizar e fazer discípulos. Tem ministério que somente batiza, mas não prega e tampouco faz discípulo;

26) eu já obedeço o ide de Jesus, estou pregando, mas e a comissão cultural? A igreja desconhece a comissão cultura, na sua maioria.

Por isto que não me canso de dizer: NÃO HÁ DEUS COMO JEOVÁ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário