Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 11 de março de 2012

lição 11 - pós aula

1. Não adianta seguir Jesus com segundas intenções, pois Ele já avisa para todos nós, na conversão: “EU NÃO TENHO ONDE RECLINAR A CABEÇA”, AS RAPOSAS TEM!

2. A promessa para Israel foi: “UMA TERRA QUE MANA LEITE E MEL”. Eles responderam: “SÓ SE FOR AGORA”. Se tivéssemos na mesma situação certamente diríamos o mesmo;

3. A promessa foi grandiosa, bonita, todos saíram do Egito, mas o problema foi depois, durante a caminhada, a terra não aparecia na frente deles;

4. Eles confiaram somente na promessa e esqueceram da fidelidade de Deus, as vezes a fidelidade de Deus demanda um tempo maior do que imaginamos;

5. Confiar nas promessas é fácil, qualquer um consegue, quero ver confiar na fidelidade de Deus, esperar com calma e paciência. Isto é assunto somente para CRENTES. Por isto que os “botecos” vivem lotados e por isto que muitos corpos estão amontoados em precipios;

6. Durante a caminhada as vestes e sapatos dos que saíram do Egito e também dos que nasceram no deserto, não envelheciam, pois a promessa não era tão somente para os que saíram, era para todos os que cressem (cfe At 2.39);

7. Quem dentre os homens poderia ter o poder e a voluntariedade para fazer tudo isto (I Cr 29.14)? Os pregadores da prosperidade tem o poder para dar e voluntariamente? Sem interesses?

8. A promessa sempre vem no dia anterior (noite), mas o cumprimento é somente no outro dia (manhã). Para a teologia da prosperidade “A ALEGRIA PODE DURAR A NOITE TODA, MAS O CHORO VEM PELA MANHÔ;

9. As exigências do mercado exigem do homem o consumismo desenfreado, é o que chamamos de CAPEITALISMO;

10. Prosperidade biblica = necessidades humanas atendidas por Deus;

11. As palavras do homem (vãs promessas) não podem se tornar regras, pois sempre caem por terra;

12. Quando Deus prometeu uma descendência numerosa e uma nação a partir de Abraão, qual foi a resposta dele? SENHOR QUEM SOU EU? Para Israel a promessa era de ser povo particular de Deus e qual foi a resposta deles? SENHOR QUEM SOMOS NÓS? Para a humanidade a promessa foi de perdão de pecados e vida eterna. A resposta foi? QUEM É O HOMEM PARA QUE SE LEMBRE DELE? Os pregadores da prosperidade não respondem desta forma, eles dizem: SENHOR, NÓS SOMOS, NÓS QUEREMOS, NÓS REQUISITAMOS, NÓS DETERMINAMOS;

13. Saul ganhou o reinado quando estava correndo atrás de jumentas (I Sm 9.3), foi mandado pelo pai, mas não deu a vida por nenhuma delas, ao contrário de Davi que recebeu o reino após demonstrar o zelo pelo rebanho de seu pai (I Sm 17.34);

14. Eliabe, o primeiro irmão de Davi que foi recusado na festa da unção (I Sm 16.6), o repreendeu quando se apresentou para lutar contra Golias, pois a sua preocupação como o rebanho da família (I Sm 17.28), mas Davi não estava preocupado com ovelhas, alias ele disse: “EU NÃO ESTOU PREOCUPADO COM OVELHAS, MAS SIM COM A NAÇÃO”. Sua intenção era calar o incircunciso (I Sm 17.24). Para quem já havia matado um urso ou um leão (ou os dois), o que seria daquele simples boi bravo;

15. Uma coisa é suprir nossas necessidades na matéria e outra é suprir em glória. Israel no deserto poderia ter orado desta forma: “dá-nos carne, Deus, mesmo que seja de calangos, lagartos, insetos, cobras (até cobra faremos força), mas chega de MANÁ”. Deus supriu a necessidade material em glória, pois quem imaginaria que um dia veriam, em pleno deserto (Nm 11.31), um enxame (seja lá qual foi o coletivo) de codornizes, que saíram de onde estava a plenos pulmões, voaram em velocidade de dobra, para chegarem no arraial dos hebreus fracas, cansadas, a ponto de caírem em cima deles, praticamente caíram dentro das panelas;

16. Ah! Se tivesse acontecido desta forma. Eles estavam cansados de:
• comerem somente maná – Deus deu codornizes durante os quarenta anos?
• beberem somente água – Deus deu vinhos de ótimas safras?
• andarem a pé – Deus deu carruagens importadas do Egito?
• verem somente aquela paisagem – Deus deu passagens para Europa?
• usarem a mesma roupa e sapatos – Deus deu roupas de grife e sapatos importados, italianos e alemães e ternos corte finíssimos?
• de morarem em tendas – Deus deu mansões e palácios?

17. Deus deu para eles somente a nuvem e a coluna de fogo, maná e proteção contra o inimigo, ou seja, DEUS DEU SOMENTE O NECESSÁRIO, NADA MAIS ALÉM;

18. Eu não estou lembrado de ter lido que dentro da arca alguns dos filhos de Noé o tenha envergonhado? Mas fora da arca, em suas terras (que eram somente deles, pois não existia mais ninguém) a história foi diferente (Gn 9.23);

19. Quando Adão se deparou com a prosperidade material em sua vida, pois também as terras eram somente dele quando foi expulso do paraíso, logo conheceu as tragédias da vida moderna;

20. Em outras palavras, tanto Noé quanto Adão alcançaram prosperidade material quando saíram da arca e do Éden, respectivamente, mas nada que pudesse ser comparado a prosperidade espiritual que viviam antes;

21. Davi não estava fugindo de Saul, mas sim estava correndo o território de Israel para conhecer suas mazelas e sofrimento do povo, verificando seus futuros aliados ou inimigos, que o diga Nabal (I Sm 25.10-13).

22. Israel foi muito prospero no deserto, apesar que saíram com alguns despojos do Egito, mas nada que se poderia comparar as colunas dos tabernaculos, as cortinas de linho fino, os móveis e utensílios de ouro, cortinas, coberturas de pele de animais, bases de bronze de coluna. Providenciaram tudo isto enquanto caminhavam atentos para ações dos inimigos;

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário