Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

sábado, 23 de julho de 2011

Mensagem 01 - As aparências enganam

01
AS APARÊNCIAS ENGANAM - REFÚGIO E FORTALEZA

Três homens que, diante das dificuldades enfrentadas em suas vidas, preferiram aguardar no tempo, na esperança de que tudo fosse esquecido. Deus permitiu que se refugiassem, mas a sua vontade para eles era outra, por isto a ordem foi “voltem”, pois queria usá-los como instrumentos, mesmo que a primeiro plano, estes lugares, lhes oferecessem perigo.


1) Homens que não buscaram refugio em Deus, fato este que provocou uma demora maior para saírem da prova.
• Jacó sai do meu da tua família porque a luta vai ser grande. Ele se refugiou bem distante, longe de todos (Gn 28”2). Quanto tempo eu vou ficar longe da família?

• Moisés sai do meu da tua nação porque a luta vai ser grande. Ele buscou refugio no tempo e distância para fugir da presença de Faraó (Ex 2”15). Quanto tempo eu vou ficar longe da minha nação?

• Elias foge porque a luta vai ser grande. Ele fugiu com medo de Jezabel e foi para o deserto. Lá recebeu a visita de um anjo que lhe mandou que prosseguisse na jornada, mas por conta própria se embrenhou em uma caverna (I Re 19”4). Quanto tempo eu vou ficar com medo de uma mulher?


2) Conselhos que certamente daríamos a estes homens:
• Se eu fosse você Jacó eu fugiria mesmo, porque Esaú te matará. Vou ter que largar tudo por causa disto?

• Se eu fosse você Moisés eu fugiria, porque Faraó te jurou de morte. Vou perder a mordomia por causa do egípcio que matei?

• Se eu fosse você Elias eu fugiria, porque Jezabel quando promete ela cumpre. Vou perder o reconhecimento que obtive após o ocorrido no Monte Carmelo?

3) Os mistérios e as providências de Deus. Aparentemente estavam bem, mas:
• Jacó escondeu o seu passado (Gn 30”43). Ele prosperava materialmente aos olhos de todos, como poderia ocorrer isto se havia feito tanto mal a seu irmão, quando tomou a benção que não era para ele? Os planos e os pensamentos de Deus não são os nossos;

• Moisés escondeu o seu crime (Ex 3”1). Ele prosperava espiritualmente, pois estava desabrochando nele o fruto do espírito, pois ao apascentar ovelhas perdeu toda a sua valentia, aprendendo a se controlar emocionalmente, desaprendeu toda a ciência e conhecimento egípcio, mas como poderia ser tão abençoado espiritualmente se havia assassinado e enterrado os sonhos de um egípcio?

• Elias escondeu em seu medo (I Re 19”5). Ele foi acordado por um anjo que lhe deu alimento e o encorajou para que continuasse a jornada. Foi tão usado no episodio com os profetas de baal, mas se deixou amedrontar por uma mulher, mesmo assim recebeu uma benção da parte de Deus.


4) As intervenções de Deus para tirá-los daquelas situações, era o começo da vitória:
• Gn 30”25. Deus colocou no coração de Jacó o desejo de voltar para a sua terra logo após o nascimento de seu filho José (filho da sua velhice que ele amou mais). Volta para a sua terra que eu cuidarei pessoalmente de seu irmão (31”3) e enfrenta ele porque o plano contigo é grande. Não importa se você esta jurado de morte, não temas ser avistado ao horizonte;

• Ex 3”2-5. Moisés apascentava o rebanho de seu sogro no monte de Deus (Horebe) e lhe apareceu o anjo do Senhor em uma chama de fogo no meio de uma sarça ardente e mesmos tão longe de Deus pode ouvir e entender sua voz. Volta Moisés e enfrenta Faraó, não fique calado. Todos vão te reconhecer porque você vai agir com coragem, pois é grande o que vou fazer contigo. Não importa se você está jurado de morte, não temas colocar as plantas dos seus pés no Egito;

• I Re 19”9-11. Elias mesmo estando numa caverna conseguiu ouvir a voz de Deus e saiu para fora como foi pedido a ele. mesmo escondido reconheceu a voz de Deus. Volta Elias e afronta Jezabel, porque os seus trabalhos continuarão. Não importa se você foi jurado de morte por aquela mulher.


5) O que perderiam caso não obedecessem à vontade de Deus?
• Jacó não seria incluído na linhagem real hebréia e o reconhecimento das 3 principais religiões do mundo: cristianismo, judaísmo e islamismo;

• Moisés perderia autoridade, reconhecimento da nação egípcia e das outras da época;

• Elias perderia autoridade, reconhecimento e não continuaria sendo um profeta usado e honrado por Deus. Ele também ungiria o seu sucessor.


6) Qual a situação espiritual e material daqueles homens após a volta?
• Gn 33”1-11. Jacó voltou mais prospero e após lutar com um anjo recebeu de Deus a força e a coragem para enfrentar o seu irmão depois de tantos anos, pois havia fugido com medo e agora voltava valente, além de ter presenteado seus irmãos com muitos presentes;

• Ex 3”14. Moisés voltou mais confiante e prosseguiu na vontade de Deus e foi extraordinariamente usado. A maior autoridade do Egito estava de volta;

• I Re 19”15-21. Elias renovado e fortalecido também prosseguiu na obra.


7) O tempo total em que ficaram refugiados esperando solução:
• Jacó ficou 20 anos (Gn 31”41);

• Moisés ficou em Midiã 40 anos, e quando falou com Faraó (At 7”20-36) após Deus tê-lo enviado, estava com 80 anos. Ficou 40 anos peregrinando no deserto (Ex 16”35) e morreu aos 120 anos (Dt 34”7).

• Elias caminhou 40 dias e 40 noites (I Re 19”8) e ficou uma noite na caverna (I Re 19”9).

8) Conclusão
Se tivessem buscado o refugio em Deus sairiam rapidamente daquelas situações, porém tentaram levar uma vida normal como se nada tivesse acontecido.

Por isto que não me canso de dizer: NÃO HÁ DEUS COMO JEOVÁ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário