Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 22 de abril de 2012

pós aula - lição 4

  1. Viver pela fé é fácil, muitos fazem isto hoje, mas morrer pela fé, isto é para poucos; 
  1. Matemática satânica: tortura + negação = liberdade; 
  1.  “Vinde de todo mundo e escutais” ou “ide por todo mundo e pregai”; 
  1. Perseguição branca: armas invisíveis, abraço do mundo, elogios, tapas na costa, afago na cabeça; 
  1. O inimigo mudou a estratégia: não mais persegue e tortura, ele abraça; 
  1. Aconteça o que acontecer, Deus sempre tem uma solução. Esmirna é um bom exemplo; 
  1. Ei, permaneçam onde vocês estão; 
  1. A carta foi entregue para o destinatário certo? O escritor não erra e muito menos o entregador; 
  1. os crentes de Esmirna perderam sua cidadania, não puderam usufruir da riqueza da cidade, não passeavam em paz, não tinham lazer. Isto não era tudo, havia outras prioridades; 
  1. Candidatos a vereadores na igreja em Esmirna? Políticos? Não havia cidadania e tampouco coragem para isto, muito menos NECESSIDADE? Tantos eles quanto a igreja; 
  1. No mundo tereis abraços, afagos e ajuda. No mundo tereis políticos para vos ajudarem. Se não precisamos de ajuda política até agora, porque nestes últimos seis meses teríamos tanta necessidades? 
  1. Fiéis a Roma era pura política, não tinha nada de fidelidade. Tudo para que a ordem fosse mantida na cidade; 
  1. Os crentes de Esmirna eram turrões, poderiam até morrer, mas o inimigo não teria vitória sobre eles; 
  1. Eles estavam diante de um abismo, atrás deles havia espadas e lanças. Se dessem um passo para trás as lanças e espadas sumiriam. Eles continuaram na mesma posição, não foram para frente e tampouco para trás;
  1. A igreja de Esmirna era tão pobrezinha (Jesus achava que era rica), tanto que ela não tinha onde cair morta, aliás ela somente poderia cair morta nos abismos; 
  1. A igreja de Esmirna era disciplinada, pois se não fosse, muitos sairiam correndo ante a perseguição como um bando ovelhas sem pastor, cada qual procurando salvar a própria vida e familia. A igreja de Jerusalém, quando se defrontou com a perseguição, se dispersaram, exceto os apóstolos (At 8.1), mesmo que isto tenha contribuido para a propagação do Evangelho, há de se frisar que fugiram da perseguição somente aqueles que não suportavam pedradas;
  1. Esmirna, igreja de mártires e não igreja de evangélicozinhos; 
  1. O império romano mexeu com as pessoas erradas. Os seus dias estavam contados, mesmo que pareciam que estavam prevalecendo; 
  1. Roma nunca se importou com a igreja no inicio de seu aparecimento. Eles deixaram a cargo dos judeus a perseguição aos integrantes “do caminho”. Roma iniciou a perseguição no momento em que Paulo cutucou a onça com vara curta. Missão pelos confins da Terra, pregando o Rei dos reis, que era infinitamente superior aos imperadores romanos; 
  1. Que frustração para aqueles que negavam a Jesus? Como encaravam a família, os outros cristãos e a cidade?
  1. Aquela igreja estava preparada para aquela situação, bem diferente de nós, pois não estávamos preparados para a situação que enfrentamos hoje, PROSPERIDADE; 
  1. Diferenças entre Éfeso e Esmirna: uma suportava as heresias, pois foi ensinada por um homem que sempre dizia “Eu recebi do Senhor”. O pregador deveria estar bem preparado para pregar naquela cidade, não poderia ir somente com blá, blá, blá. Enquanto que a outra suportava o sofrimento e enfrentou a morte, ela sempre ouviu de seu pastor “filhinhos”; 
  1. Esmirna tentava a Deus? Eles poderiam dizer: “Se estamos na presença de Deus receberemos o livramento”. E não aconteceria nada. Israel pensava assim: “sairemos do Egito, atravessaremos o mar e a terra que mana leite e mel aparecerá à nossa frente”. E nada da terra; 
  1. Mesmo diante da perseguição aquelas igrejas se alegravam, pois imaginem que sensação quando avistavam no horizonte Lucas, Paulo, João ou alguns dos apóstolos. Esqueciam as tristezas rapidamente e se assentavam para ouvi-los; 
  1. A riqueza da Ásia menor estava nas igrejas e não nas cidades; 
  1. riqueza de Esmirna: eu morro mas não nego Jesus. Minha família passa necessidades, mas não nego. Não temos pastores ou obreiros (todos presos), mas não negaremos; 
  1. “Se fiel até morte”. Quem disse isto não foi Paulo, Pedro, João, mas o próprio Jesus, que já havia passado por tudo aquilo; 
  1. a paz que excede o nosso entendimento é a mesma que confunde o mundo. “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”. Querem? 
  1. mensagem dos pregadores da sinagoga de satanás: lei, lei, lei, lei, lei, lei, lei. Mas os cristão queriam ouvir: graça, graça, graça, graça, graça,graça. Ai eles não conseguiam falar nada, porque não tinham nada de Jesus nos corações, por isto eram da sinagoga de satanás; 
  1. manjavam de lei, mas da graça não entendiam nada; 
  1. graça e paz para todas as igrejas, por isto que a saudação usada foi esta (Ap 1.4); 
  1. Ei Roma, não precisamos do seu sustento, Deus supre a nossas necessidades, mesmo em prisões.

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário