quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Neemias: como sair do anonimato - Capítulo 15

1) REAÇÕES DE ESDRAS E NEEMIAS QUANDO SOUBERAM DA MISTURA DOS CASAMENTOS MISTOS:

a) Esdras:

  • Rasgou suas vestes e o manto;
  • Arrancou os cabelos da cabeça e a barba e se assentou atônito (Ed 9.3), não acreditava no que via;
  • Reuniu todos os que não aceitavam tal situação;
  • Meneou a cabeça e jogou terra para o alto e se levantou somente perto do sacrifício da tarde;
  • Estendeu suas mãos e orou a Deus.

A lamentação de Esdras foi: “por um momento, agora quando o Senhor nos deu graça a nossa terra” (Ed 9.5-15). A corrupção espiritual apareceu justamente ao primeiro sinal de vitória. 

b)Neemias:

  • Contendeu com os judeus, amaldiçoou-os, espancou alguns deles e os fez jurar que jamais cometeriam este erro;
  • Citou Salomão como exemplo do erro que cometeram;
  • Ao neto do sumo sacerdote disse: “Suma da minha frente” (Ne 13.23-28);
  • Depois orou a Deus: “Lembra-te deles, Senhor”, pois contaminaram o sacerdócio, o concerto e o ministério dos levitas”;
  • Restaurou os cargos e sacerdócios. (Ne 13.29-31).

 

2) REAÇÕES DE ESDRAS E NEEMIAS APÓS SUAS ORAÇÕES:

  • Esdras: “Ainda há esperança para Israel”. (Ed 10.2);
  • Neemias: “Lembra-te deles, Deus meu, pois contaminaram o sacerdócio, como também o concerto do sacerdócio dos levitas” (Ne 13.29). 

a) Porque estas reações?

Sombra de coisa futura? Empaticamente existe uma explicação, mas para isto devemos nos colocar no lugar dele, vejamos:

  • Tenha o seu emprego, bem remunerado, entre autoridades, doutores, sem nenhuma preocupação e de uma hora para outra receba uma notícia: “seus amigos, parentes, família, antepassados estão sofrendo, precisam de ajuda”. Então largue tudo e vá;
  • Enfrente o sol quente, cerca de 1600 km e caminhe propenso a encontrar toda sorte de intempéries, perigos e etc;
  • Quando você chegar ao seu destino, seja forte, para não voltar, pois a visão será tremenda, portas queimadas, muros fendidos, povo desanimado. Tem que ser forte para resistir;
  • Quando encontrar os primeiros homens, mesmo que pareçam amistosos, tome cuidado;
  • Preste atenção nos semblantes deles ao expor o seu plano, parcialmente, se perceber que houve desagrado, afaste deles;
  • Ande pela cidade a noite, três dias, sem contar nada a ninguém, quando criar coragem revele o seu projeto, seja forte, pois neste momento aparecerá a oposição;
  • Então faça como Neemias; “mas vós não tendes parte, nem justiça, nem memória em Jerusalém.” (2.20). Este homem era bravo. Prepare-se, você acabou de declarar a guerra;
  • Quando seu plano estiver a pleno vapor, repare se a oposição não está por perto zombando? Cuidado que levantam outros para atacar (cap. 4), são covardes;
  • Quando a oposição sossegar, momentaneamente, atente para o povo, pois reclamam muito, mesmo que o beneficio seja para eles. São de dura cerviz. Os hebreus foram capazes de tirar Moisés e Neemias do sério (Nm 20.10-11, cfe Dt 4.21; Ne 5.15-19);
  • Vença os problemas internos e atente novamente para a oposição, pois não se cansam;
  • Vão te acusar de interesses políticos, lhe convidarão para reuniões, levantarão falsos profetas para enganá-lo;
  • Quando vir o seu plano concluído com sucesso, não se iluda, quem é que disse que acabou! Agora é que vai começar de verdade;
  • Homenageie os que te ajudaram, pregue a Palavra, explique para o povo entender, resgate ministérios, obreiros, cantores, ensinadores;
  • Faça coros de agradecimentos a Deus, participe do avivamento, alegre-se com o povo, arrependa-se juntamente, assine o concerto na presença de todos, alias seja sempre o primeiro, sirva de exemplo;
  • Depois você pode ir embora porque a sua obra terminou e você tem outras obrigações;
  • Com o tempo, largue seus afazeres e comodidade e retorne ao lugar onde você trabalhou incansavelmente;
  • No seu retorno, olhe bem, não é miragem, não é alucinação. É verdade. O opositor, o inimigo, está usufruindo do fruto de suas mãos, do teu suor e o pior, continua zombando de você e de todos;
  • É doloroso ver aquele que incentivou a revolta, a discórdia, que levantou outros para guerrear contra você, que te ameaçou de morte, te injuriou, te acusou de usurpador.

Então que atitude você teria? Qual seria sua reação quando se deparasse com este cenário?

O que poderíamos fazer? Desta forma conseguimos entender e aprovar a reação de Neemias quando se deparou com Tobias dentro do Templo do Deus vivo?

Se não fosse enérgico e duro, certamente o Templo seria transformado em covil de salteadores, em poucos dias (Mc 11.17).

Expulse, jogue para fora, mande estes amonitas, moabitas, incircuncisos, ímpios para bem longe, pois “ainda há esperança para Israel” (Ed 10.2). 

Por: Ailton da Silva - 12 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário