Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 20 de março de 2011

pós aula - lição 12

1) Os apóstolos sabiam que deveriam alcançar todas as nações e criaturas, já estavam revestidos com o Espírito Santo, mas porque não iniciaram?

Faltava o homem que Deus havia escolhido para tal obra. Este homem não estava entre os onze, tampouco entre os cento e vinte, ou muito menos entre os três mil e cinco mil convertidos. Da mesma forma que o futuro rei de Israel não estava entre os filhos de Jessé que foram apresentados ao profeta Samuel, mas sim seria uma aquisição especial, assim como aconteceu com Paulo, que teve uma conversa de homem para homem com Jesus.

Pela lógica humana certamente escolheríamos um entre os discípulos que andaram com Jesus, mas com Deus a história foi diferente. Ele escolheu para espalhar o seu evangelho justamente aquele que tentava impedir o crescimento da igreja primitiva.

2) se dependêssemos dos judeus para sermos alcançados pelo Evangelho, onde estaríamos e em quais situações?

3) os missionários chegavam nas cidades e ficavam observando, esperando o momento certo de agirem. Aos sábados os judeus dispersos se reuniam em suas sinagogas, pois não trabalhavam neste dia. Desta maneira seria “fácil” serem alcançados pela Palavra, pelo menos reunidos estavam, já era um começo.

4) os gregos eram muitos educados, até mesmo para demonstrarem insatisfação com a pregação do Evangelho, bem diferentes do judeus dispersos e dos gentios que Paulo encontrou em suas viagens. A resposta deles foi tão branda “uma outra hora te ouviremos, mas continue com sua lida pela região. Os tessalonicensese, os moradores de Éfeso, Listra, Derbe, Icônio e Antioquia de Psídia, Perge e outros, da época, deveriam aprender com o gregos.

5) em atos 13”1 encontramos uma igreja forte, poderosa, estruturada, bem discipulada, a igreja de Antioquia. E foi justamente com esta igreja que os judaizantes foram mexer. Como foram corajosos aqueles judeus, mexeram no vespeiro, Barnabé, Paulo, entre outros doutores, profetas e mestres que existiam lá. Foi nocaute no primeiro round.

6) hoje de manhã estava indo para a EBD e passei por outras congregações e como é bonito ver as igrejas abertas e os obreiros e irmãos chegando para a aula.

7) os missionários, em todas as cidades que chegavam, procuraravam as sinagogas, local estratégico para pregarem o Evangelho, pois a idéia era alcançarem primeiramente os judeus para depois chegarem aos gentios ou em alguns casos, inversamente, bem que ele disse em Romanos 1”16 (não me envergonho do evangelho, porque é poder de Deus para salvação, primeiro dos judeus.......)

8) na torre de babel a intenção do povo era erguer o prédio para orgulho próprio que ficaria somente para eles, para contemplação, até o dia que enjoassem. Da mesma forma aconteceria com os judeus, se o evangelho ficasse somente com eles, seria um orgulho, a nação de Deus salva e o restante do mundo perdido, mas Jesus não queria assim, derrubou o prédio, o muro de separação que existia entre Israel e o mundo e enviou missionários a todas as línguas, povos e nações. Caiu por terra pela segunda vez a grande torre da presunção, do preconceito e do orgulho. Na torre os homens foram confundidos pela lingua, mas no Evangelho foram aproximados pela mesma linguagem.

9) um recado para os atenienses:
ao Deus desconhecido;
ao Deus que um dia falará com a gente;
ao Deus que um dia enviará alguém;
ao Deus que um dia nos salvará;
ao Deus que um dia conheceremos;
Eis ai o nosso Deus, Jesus Cristo.

10) foi longo o período em que Paulo ficou no anonimato, de sua conversão à confirmação de sua chamada como missionário, foram longo anos, de busca por respostas, de auto afirmação, de reconhecimento no meio da igreja. E olha que ele tinha condições de sair para o campo missionário desde o primeiro momento da conversão, caso fosse projeto de Deus.

11) será que Paulo faria 0,1% ao judaísmo do que fez ao Cristianismo? Não, pois onde ele encontraria forças, recompensas, conforto espiritual, alegria, fé, salvação, confirmação, ousadia, coragem, liberdade, Palavra, verdade entre outros.

até a proxima aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário