Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

pós aula - lição 5


1. Será que Israel toma para si promessas destinadas a outras nações ou até mesmo para igreja? Exemplo: arrebatamento (I Ts 4.13). Já imaginamos se Paulo houvesse dito: “acerca dos dons espirituais, IRMÃOS ISRAELITAS eu quero que não sejais ignorantes”. Na verdade sequer sabem que existimos aqui do lado ocidental;

2. Como a igreja gosta de tomar e esperar o cumprimento de promessas que foram feitas a Israel, por acaso eles, pelo menos sabe, que existimos?

3. Se fosse para tomarmos as promessas de Israel para nós certamente Deus enxertaria um ao outro após o estabelecimento de sua igreja. Israel é Israel e igreja é igreja;

4. Alguém já orou por uma pessoa e teve coragem de dizer: “Deus te acrescenta mais 15 anos de vida”. Certamente ele diria: “Deus acabou de revelar o ano da minha morte, Deus já me revelou”. 2012+15=2027. Alegria por isto e aflição na proximidade de 2027, se chegar até lá;

5. As promessas destinadas a Israel podem ser utilizadas pela igreja como argumentos, acréscimo, garantia e auxilio de nossa fé. Se Deus prometeu e cumpriu para determinados homens e nações, certamente Ele cumprirá o que foi prometido a mim;

6. Como Deus trabalhou em Israel: fez deles uma nação (elevação à nação), permitiu a escravidão no Egito (exaltação, pois o Egito testemunhou esta situação Ex 1.9) e deu-lhe a terra prometida;

7. Como Deus trabalha na igreja: tirou do mundo, libertou, deu nova esperança, concede bênçãos diárias durante a nossa caminhada e por fim nos concede as bênçãos de Abraão, por Jesus (Gl 3.14);

8. “Sai-te da tua terra” – largue tudo, família. Fazem isto hoje? Imaginam uma chamada, confiando em uma promessa e no primeiro boteco da vida cai novamente no pecado;

9. “Entra tu e tua família na arca que Eu fecharei” – seria possível isto hoje? Isolamento, sectarismo. Ficaríamos fechados na arca esperando o arrebatamento;

10. “Te darei um filho na tua velhice”. Avançado em idade, depois teve que esperar mais 25 anos, neste periodo sentiu que estava demorando o cumprimento e tentou antecipar ou forçar o cumprimento. Quando o menino nasceu foi entregar-lhe em sacrifício a Deus. que promessa era esta?

11. Deus chamou Israel para ser uma nação e não um império. Nós não fomos chamados para montarmos IMPÉRIOS (grandes templos, rádios, tv, portais, produtoras, etc), mas para fazermos a vontade de Deus;

12. A elevação e exaltação de Israel a condição de nação não era para humilharem as outras nações, mas era para se apresentarem como servos de Jeová, diferentes;

13. “Os que te abençoarem serão abençoados”: Isto foi visto no sepultamento de Sara (Gn 23.6-20) e após a saída de Daniel da cova dos leões (Dn 6.23-28);

14. Identidade de Israel: nunca o nome de Deus saiu do meio de Israel. Não saiu no Egito, no exílio e tampouco nos cerca de 19 séculos da era atual. Até hoje Deus está presente na vida de Israel. Exemplo: Eles produzem cerca de 3000 barril (sic) de petróleo e consomem 33000. Quem fornece para eles? Até os anos 70 e 80 foi o Irã e agora? Segundo um descendente de judeu, amigo nosso, na hora do comércio, do din din (sic), todas as ideologias caem por terra. Será? Segundo ele, existem muitas empresas petrolíferas alheias as disputas (também creio);

15. Identidade da igreja: Jesus! Ainda que falte ovelhas no curral, ainda que a oliveira minta ou que os campos não produzam mantimentos, contudo eu me alegrarei e exultarei no Deus da minha salvação (Sf 3.17-18);

16. Em cada época da existência de Israel eles ocuparam um espaço da terra ou um outro continente? Sempre foi naquele pedaço de terra abençoado, enfrentando seus inimigos e se defendendo;

17. O caráter temporário da bênção para Abraão foi visto justamente após a sua morte, pois obedeceu e recebeu o que havia sido prometido. A bênção sofre a ação do tempo, assim como o maná, que deveria ser colhido e levado. Aqueles que ficavam com ele nas mãos, olhando, admirando, quando se dessem contas ele sumia (Ex 16.21);

18. Bênção transitória para Israel é manifesto na esperança de um reino material. Quem sabe eles não imaginam o Messias vindo, não com soldados, mas com infinita quantidade de anjos para livrá-los e restaurá-los o reino. Terra, terra, terra, pois é promessa de Deus para nosso pai Abraão;

19. Aquilo que o olho não viu, o ouvido não ouviu e que ainda não subiu no coração do homem JÁ FOI REVELADO PELOS MESTRES DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE. O material;

20. Para Israel receber a bênção seria fácil: Deus animou Abraão (Gn 15.16), depois de 400 anos eles receberiam a bênção, mas e neste período estariam onde? Na escravidão em terras que não eram deles (v.13). Eles retornariam depois da escravidão, por uma caminhada longa e quando chegassem encontrariam outros povos no lugar, que Deus expulsaria? Não, eles mesmos deveriam fazer o serviço para que então tivessem acesso a bênção. Meus Deus que caminho longo, por isto que temos que valorizar cada uma das bênçãos recebidas;

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário