Apresentação da lição em power point

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Expulso do paraíso, mas ainda no coração de Deus


A harmonia foi afetada quando o homem caiu no pecado, tendo o inimigo ao seu derredor. Esta influência foi tão grande que o fez acreditar na auto-suficiência, no seu limitado conhecimento do bem e do mal e nas suas próprias forças para resolver os seus problemas, anulando desta forma as providências e as misericórdias de Deus.

A intenção deste inimigo foi tão somente destruir, afastar e interromper a comunhão perfeita que existia entre o homem e o seu Criador, se pudesse ele teria feito isto durante os dias da criação, porém não pode interferir no momento em que a Terra estava sendo preparada. Depois de tudo pronto viu o homem perfeito, isto o enfureceu ainda mais, motivo pelo qual executou o plano da queda humana e até hoje continua nesta sua batalha pessoal.

Apesar de toda a interferência maligna é necessário ressaltar que o homem teve a sua parcela de culpa nesta que foi uma das maiores demonstrações de desobediência, já visto na história da humanidade.

Diante do pecado consumado restava somente ao homem admitir, reconhecer e se preparar para as conseqüências do seu erro, não teria como voltar, ignorar, esquecer, suplicar, clamar por perdão, misericórdia, tampouco se auto incluir no plano da salvação, pois o sangue do Cordeiro ainda não havia sido derramado. Prevenir antes, houve possibilidade, remediar diante desta situação calamitosa já não seria mais possível. Tudo estava consumado, não restava alternativa a não ser cumprir na integra a sentença.

Adão teve toda a sua vida, cerca de novecentos e trinta anos para refletir sobre o seu erro e para contemplar a misericórdia Divina, que mesmo diante desta situação se fez presente em sua vida.

As conseqüências deste erro perduram até a atualidade, pois o homem se imaginando conhecedor do bem e do mal, julga, condena inocente, absolve culpado, planeja, arquiteta, executa, desfaz, mata, rouba, mente, não respeita direitos, não cumpre deveres, busca os primeiros lugares, são amantes de si mesmo, oprime as viúvas e os órfãos, faz o bem com uma das mãos e revela com a outra, acredita em fábulas, anedotas, ama somente os amigos, odeia os inimigos, oprime, blasfema, persegue, rejeita, endurece o coração para a voz do Espírito Santo, não reconhece o sacrifício do Calvário, não busca a Deus e faz oposição.

Apesar de todos estes delitos acima existe um outro pior, o desejo de se igualar a Deus . Desta forma o homem se imagina em condições de resolver todos os seus problemas e os da criação, que julga estar imperfeita, inacabada e que necessita de uma urgente reforma.
Mesmo destituído da glória e expulso do paraíso, o homem ainda estava nos planos de Deus.

Extraído do livro: Terra. A preparada para o homem. Autor: Ailton Silva. Em fase de revisão

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário