quinta-feira, 27 de maio de 2021

Neemias: como sair do anonimato? - Capítulo 7

CAPÍTULO 7 

EX-PORTAS QUEIMADAS (TUDO SE FEZ NOVO)

Jerusalém possuía 12 grandes portas, sendo, cada uma, nomeada de acordo com a sua função, aplicação ou pelas influências que exerceram sobre a vida dos reis, sacerdotes ou moradores ao longo da história:

  • Porta do Gado ou das ovelhas (3.1);
  • Porta do Peixe (3.3);
  • Porta Velha (3.6);
  • Porta do Vale (3.13);
  • Porta do Monturo (3.14);
  • Porta da Fonte (3.15);
  • Porta do Cárcere (12.39);
  • Porta das Águas (3.26);
  • Porta dos Cavalos (3.28);
  • Porta Oriental (3.29);
  • Porta de Mifcade (3.31);
  • Porta de Efraim (8.16). 

Transmitiam segurança, proteção e defesa, mas também eram usadas estrategicamente pelas autoridades a fim de administrarem os conflitos ou erros do povo (Dt 17.5-8), portanto não eram apenas grandes objetos de madeiras (Ne 3.6), ferro (At 12.10) ou bronze (Sl 107.15,16).

Era comum também existirem fontes de água nas proximidades destas portas para facilitar em caso de incêndio durante as tentativas de invasões.

Pela ausência de praças públicas, eram utilizadas como locais de concentração do povo para realizarem seus negócios (Jó 29.7; Am 5.10-12), comercializarem seus produtos, para ouvirem a leitura da Lei (Ne 8.1-3) e também serviam de testemunhas para os resgates de autoridade e soberania dos governantes, pois ali eram resolvidas as demandas judiciais (Dt 17.5). Durante as guerras eram muito vigiadas, pois se caíssem a cidade seria facilmente dominada.

Todas estavam queimadas e os muros fendidos. Que tipo de segurança havia naquela cidade? A reconstrução deveria ser urgente, mas como, sem ânimo e diante de uma crise sem precedentes? Neemias responsabilizou cada família na reconstrução de trechos do muro. Esta foi a solução encontrada por ele. Atualmente a cidade possui apenas oito portas, sendo a Porta Nova, do Esterco, das Flores, de Jafa, de Damasco, dos Leões, de Sião e a Dourada.

 

1) A PORTA DO GADO OU DAS OVELHAS (3.1): 

  • Localização: Próxima ao Templo. Junto ao tanque de Betesda (Jo  5.2). Era a menor das portas, pois foi construída justamente para a passagem das ovelhas e não de homens;
  • Função: Local de passagem das ovelhas para serem lavadas antes de serem sacrificadas no Templo;
  • Reconstrutores: Os sacerdotes (3.1). “E junto a ele” (3.2) os homens de Jericó;
  • Significado: Foi a primeira a ser reconstruída e única a ser consagrada. É uma figura de Cristo, a Porta da Salvação e o Bom Pastor (Jo 10.7-9). Na sua segunda vinda Jesus não entrará por esta porta, pois estará na condição de Leão e não mais de Cordeiro. Simboliza a reconstrução do homem e sua posterior conversão.

 

2) PORTA DO PEIXE (3.3; 12.39): 

  • Localização: Localizada ao norte;
  • Função: Os peixes do rio Jordão e do mar da Galiléia chegavam à cidade por intermédio desta porta e eram comercializados nas imediações, por isto veio a receber este nome;
  • Reconstrutores: Os filhos de Hassenaá (3.3). “E ao seu lado” (3.4-5) outros homens, exceto alguns nobres e preguiçosos de Tecoa;
  • Significado: Simboliza a pregação do Evangelho pelo homem, que foi feito pescadores de homens por Jesus (Mt 4.19).  Ressalta a dedicação profética, crescimento e reprodução. O peixe era usado como símbolo, pelos primeiros crentes, pois a palavra grega ICHTHUS, formava o acrônimo Iesus Christus Theou Huios Soter (Jesus Cristo Filho de Deus Salvador).

 

3) PORTA VELHA (3.6; 12.39): 

  • Localização: Na parte mais antiga da cidade (3.6);
  • Reconstrutores: Joiada, filho de Paséia e Mesulão, filho de Besodias (3.6). “E ao seu lado” (3.7-12) vários homens;
  • Significado: Ela nos remete ao resgate histórico das tradições dos hebreus, através de suas gerações, redescobrindo os seus tesouros. É um retorno aos caminhos antigos (Jr 6.16), ao princípio, aos marcos antigos, a renúncia ao “eu”, as nossas tradições e vã maneira de viver. Representa também a legítima doutrina cristã, que resiste ao tempo e as investidas malignas.  

continua...

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário