terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Fé e obediência. Abraão, um exemplo para todos os povos. Capítulo 4

Homem esperançoso, mulher duvidosa 

Abraão iniciou sua caminhada em direção a Canaã, confiante e esperançoso, afinal não era qualquer um e também não era todo dia, que alguém recebia promessas daquele porte.

Um homem especial que não permitiu brechas ou dúvidas em seu coração, mas o que dizer de todos aqueles que estavam ao seu redor, em especial sua esposa?

Havia nela o mesmo nível de fé ou qualquer outro tipo de sentimento capaz de motivá-la a seguir em frente? Havia possibilidades de mudança de comportamento?

 

1) Homem esperançoso

O que não poderia ser julgado naquele momento era a fé daquele homem. Ninguém em sã consciência poderia se igualar ou se imaginar no mesmo patamar que Abraão.

Desistir de sonhos, futuro, mor-domias, recursos em suas terras ao lado de sua parentela para se deixar guiar em pleno deserto confiando em Deus e em suas promessas. Poucos fariam isto. Realmente sem fé seria impossível decidir, iniciar a caminhada ou agradar a Deus (Hb 11.6).


2) Como convencer Sara?

Sara, esposa de Abraão, não teve escolha, acompanhou seu marido e nunca contestou suas decisões, nem mesmo quando foram ao Egito fugindo do período de fome (Gn 12.10-20). Rebeca também sempre esteve ao lado de seu marido Isaque (Gn 26.1-4) e a mesma atitude foi tomada pelas esposas de Jacó quando retornaram para Canaã (Gn 31.1-18) e quando se mudaram para o Egito, a pedido de José (Gn 46.1-5). Estas foram as duas vezes em que José provocou mudanças na vida de Jacó.

continua...


Por: Ailton da Silva - 12 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário