quinta-feira, 24 de junho de 2021

Neemias: como sair do anonimato - Capítulo 9

continuação....

RECONSTRUÇÃO, ORAÇÃO E VIGILÂNCIA 

2) MOBILIZAÇÃO PARA A ORAÇÃO E VIGILÂNCIA

A oposição não daria trégua (4.9), por isto Neemias mobilizou o povo para a oração e vigilância. Sua estratégia principal foi dar responsabilidade para todos. Posicionou os guardas perto de suas famílias. A grandiosidade da obra era visível e muitos estavam espalhados, por isto ao toque da trombeta todos deveriam se ajuntar (4.19-20). Sua preocupação era com a segurança do povo, por isto colocou guardas nos lugares baixos, altos e por detrás do muro.


3) VIGIEM! EXISTE UM FALSO PROFETA (6.12):

Naquele momento a visão espiritual de Neemias entrou em ação e o inimigo foi detectado. O absurdo era que estava do lado de dentro e não de fora e não tinha aparência de mal, apenas tinha más intenções.

Um infiltrado, que em vez de cooperar para o bom andamento da obra, trabalhou em prol da oposição, talvez motivado pela recompensa.

Semaías, o profeta, que se permitiu ser subornado pela oposição (6.10), fez parte de um grande plano maligno através de uma falsa profecia entregue a Neemias. Sua intenção era levar o líder ao Templo, mesmo não tendo descendência levítica.


4) OS NOBRES A SERVIÇO DO INIMIGO:

Como o muro já estava construído, não restava alternativa aos inimigos a não ser destruir o grande líder. Os nobres em vez de ajudarem, mantinham a oposição informada sobre o andamento da obra e procuravam desestabilizar os judeus que estavam de coração, engajados nos trabalhos, mas o alvo de todos sempre foi Neemias (6.9). Isto sempre ficou claro, desde o inicio. 

Seria obrigação destes nobres o auxílio a Neemias na reconstrução da cidade? Não seria mais vantajoso e lucrativo para eles o progresso? Ou as promessas e barganhas oferecidas pelo outro lado foram capazes de seduzi-los?

A grande verdade é que Neemias tinha autorização e autoridade para continuar no cargo, enquanto que os nobres não, mas o que fazer se a oposição sempre se mostrou à frente do trabalho? Desde o inicio não deram tréguas.

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário