segunda-feira, 14 de junho de 2021

Geografia Bíblica - aula 3

III – GEOGRAFIA DE ISRAEL

1) LOCALIZAÇÃO E NOMES

Israel, um dos menores países do mundo, limitava-se com a Síria, Fenícia, Arábia e com o mar Mediterrâneo. Atualmente se limita com o Líbano ao norte, com a Síria e Jordânia a leste, com o Egito ao Sul e com o mar Mediterrâneo a oeste.

Israel sempre recebeu nomes que a diferenciava e destacava sua importância no plano de Deus em relação a humanidade:

  • Canaã: relativo a Canaã, filho de Cam (Gn 12.5; 13.2; At 13.19);
  • Terra dos amorreus: um dos mais antigos nomes recebidos;
  • Terra dos hebreus: relativo a Éber, descendente de Noé (Gn 40.15);
  • Terra de Israel: após a conquista sob o comando de Josué essa região recebeu essa denominação (Ez 11.16-20; Mt 2.20-21);
  • Terra de Judá: em referencia às duas tribos que se recusaram seguir Jeroboão, após a morte do rei Salomão;
  • Terra Prometida: designava a promessa de Deus feita a Abraão;
  • Terra Santa: por ter servido de berço a Jesus (Zc 2.10-12; At 7.33);
  • Palestina: referente a faixa de terra habitada pelos antigos filisteus. 

Esses nomes e designações nunca agradam os vizinhos, principalmente após a criação do estado de Estado de Israel em 1948.

 

2) PLANÍCES

  • Acre: estende-se do extremo Noroeste até o Monte Carmelo;
  • Sarom: entre o sul do monte Carmelo a Jope (Is 35.2);
  • Filistia: nessa região encontramos Gaza, Ascalom, Asdode, Gate e Ecrom, as principais cidades filisteias;
  • Sefelá: situada entre a Filístia e as montanhas da Judéia;
  • Armagedom: também conhecido por Jezreel, entre a Galiléia e Samaria. Local de futuro embate escatológico (Ap 16.16).

 

3) VALES

  • Vale do Jordão: vai do monte Hermon (norte) até ao mar Morto (sul);
  • Vale de Jezreel: vai do ribeiro de Jalud até ao vale do Jordão;
  • Vale de Açor: está localizado entre as terras de Judá e Benja­mim;
  • Vale de Aijalom: onde Josué deteve o Sol e venceu os amorreus;
  • Vale de Hebrom: serviu também de sepulcro à famí­lia patriarcal;
  • Vale de Sidim: local onde se encontravam Sodoma e Gomorra;
  • Vale de Siquém: local onde Jesus pregou para a mulher samaritana e onde se encontram os montes Gerizim e Ebal e o poco de Jacó;
  • Vale de Moabe: região dos incestuosos filhos de Ló.

 

4) PLANALTOS

  • Planalto de Naftali: localiza-se no Norte da Galiléia;
  • Planalto de Efraim: compreende a área de Samaria;
  • Planalto de Judá: é ladeado por Betel e Hebrom;
  • Planalto de Basam: fica entre o monte Hermom e o Rio Yarmuque;
  • Planalto de Gileade: é cor­tado pelo Rio Jaboque, região fértil;
  • Planalto de Moabe: localizada ao leste do rio Jordão e Mar Morto.

 

5) MONTES

  • Monte Sião: a leste de Jerusalém, local da sepultura do rei Davi;
  • Monte Moriá: local da prova de Abraão, quando subiu com Isaque (Gn 22) e onde foi construído o Templo por Salomão;
  • Monte Ebal e Gerizim: local onde foram pronunciadas as maldições e as bênçãos sobre os filhos de Israel (Dt 27). Os samaritanos construíram um templo sobre o Gerizim para ofuscar o Templo reconstruído em Jerusalém;
  • Monte Carmelo: e local onde Elias desafiou os profetas de Baal;
  • Monte Tabor: local onde Débora, Baraque e Gideao travaram;
  • Monte Gilboa: local onde morreram Saul e seu filho Jônatas;
  • Monte Hatim: acredita-se que seja o lugar do Sermão da Montanha;
  • Monte Gileade: local onde Jacó lutou com o Anjo do Senhor;
  • Monte de Basam: era habitado pelos refains (homens altos);
  • Monte Fisga: onde Moisés contemplou a Terra Prometida (Dt 34.1,6);
  • Monte Peor: local onde Balaão tentou amaldiçoar os filhos de Israel;
  • Monte Sinai ou Horebe: local onde apareceu a Moisés e o comissionou a libertar Israel do Egito. Refugio de Elias, quando fugiu de Jezabel.

 

6) DESERTOS

  • Deserto do Sinai: Israel peregrinou por esse deserto após saírem do Egito. Também chamado de Sur, Cades, Zim e Berseba;
  • Deserto da Judéia: Davi fugiu para essa região para fugir do rei Saul. O rei Josafá obteve vitorias sobre os moabitas e amonitas;
  • Deserto de Jericó: fica no território benjamita e serviu de cenário para a parábola do Bom Samaritano.

 

7) MARES

  • Mar Mediterrâneo: também conhecido como Mar Grande, Mar Ocidental, Mar dos Filisteus, Mar de Jata ou simplesmente Mar como é descrito biblicamente. Caminho utilizado por Paulo para universalizar o Evangelho;
  • Mar Morto: também chamado de mar Salgado (Js 3.16);
  • Mar da Galiléia: um lago de agua doce formado pelo rio Jordão. Também é conhecido por mar de Quinerete, mar de Tiberíades e Lago de Genezaré;
  • Mar Vermelho: mesmo não se encontrando na Terra Santa, esse mar está estreitamente ligado à história dos israelitas.

 

8) RIOS

  • Rio Jordão: começa no monte Hermom e desce à mais profunda depressão do planeta, o mar Morto;
  • Rio Querite: para alguns estudiosos trata-se apenas de um filete de água onde Elias se refugiou (1 Rs 17.3-5);
  • Rio Cedrom: separa o Monte das Oliveira do Monte Moriá, acompanha os muros de Jerusalém e desagua no mar Morto;
  • Rio Jaboque: Jacó lutou com o anjo nas imediações desse rio.

 

9) CLIMA

  • Nas montanhas: clima fresco e bastante ventilado, oscilando entre 14 e 29 graus no deserto e 6 graus com neves no inverno;
  • No litoral: no inverno a temperatura baixa de 14 graus em Gaza e Jafa. No verão chega atingir 34 graus;
  • No deserto: entre 43, 47 e 50 graus no verão;
  • Inverno: começa em outubro e estende-se até março;
  • Verão: vai de abril a setembro;
  • Chuvas: são abundantes, começam em outubro.

 

10) ESTRADAS

  • Via Máris: atravessa todo o território de Israel, indo de Damasco a Tolemaida, passando por Cafarnaum e Genezaré. Al­guns trechos eram cobrados impostos pelos romanos, pois eram pavimentadas;
  • Estrada da Costa: também conhecida como Caminho dos Filisteus, li­gava o Egito a Israel, com mais de 120 quilômetros de extensão;
  • Estrada do leste: ligava Jerusa­lém e Betânia, caminho obrigatório dos judeus da Galileia que se dirigiam ao Templo;
  • Estrada do Centro: ligava Jerusalém ao Sul do país. Em Hebrom propiciava duas opções, uma para Gaza e outra para Berserba.

 

11) CIDADES

  • Jericó (lugar de perfumes ou fragrâncias): pertencia a tribo de Benjamim, distante 28 quilômetros de Jerusa­lém. Foi a primeira conquista de Israel ao entrar na Terra Prometida;
  • Belém (casa de pão): há 10 quilômetros a leste de Jerusalém, uma fortaleza natural, a cidade de Davi. Dois grandes personagens nasceram nessa cidade: Davi e Jesus, apesar disso era considerada uma aldeia insignificante;
  • Hebrom (confederação): há 32 quilômetros ao sul de Jerusalém. Abraão morou em suas redondezas. Davi foi ungido rei sobre Israel primeiramente em Hebrom;
  • Jope (bela): cidade atacada várias vezes pelos filisteus. Fazia parte da tribo de Dã;
  • Nazaré (florescer): distante cerca de 170 quilometros de Jerusalém. Fica recoberta por flores no tempo das chuvas;
  • Cafarnaum (aldeia de Naum): escolhida por Jesus para ser o centro de seu ministério. A cidade nunca mais foi reconstruída (Lc 10.15);
  • Samaria (pessoa caridosa): construída por Onri, pai de Acabe, estava a 60 quilômetros de Jerusalém. Foi a capital do Reino de Israel. A Assiria enviou povos estranhos para se misturarem aos habitantes, criando uma rivalidade com os judeus devido a esta mistura;
  • Decápolis (dez cidades): construídas pelos gregos para helenização da região;
  • Jerusalém (habitação de paz): chamada de Salém (Gn 14.18), Jebus (Jz 19.10), Sião (SI 87.2), Ariel (Is 29.1), Lareira de Deus (Is 1.26), Cidade de Justiça (Is 1.26), Santa Cidade (Is 28.2; Mt 4.5), Cidade do Grande Rei (Mt 5.35) e Cidade de Davi (2 Sm 5.7). Venerada pelo judaís­mo, cristianismo e islamismo. Em 1967, após a guerra dos Seis Dias, a cidade volta ao controle dos judeus.

Fonte: Apostila Curso Básico de Teologia do SETEM – Seminário Teológico Manancial. Elaboração: Pb. Ailton da Silva

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário