Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Lição 6 - pós aula

Tiatira não tinha o mesmo alicerce que Esmirna, certamente não suportaria tanto quanto;

A carta foi extensa porque o problema era tenebroso e fazia jus ao conteúdo;

Israel suportou uma rainha assim como a igreja suportou uma profetiza;

A pregação e o ensino da Palavra, primeiramente foram confiados aos apóstolos e não a meros aventureiros que não tinham experiência ou conteúdo (At 6);

O maior perigo não eram as reuniões nas associações, mas sim os ensinamentos que estavam ouvindo na igreja, pela boca de Jezabel;

As tentações eram produtos justamente daquilo que não estavam resistindo na igreja, pois se fossem corretamente ensinados, por homens ou mulheres de Deus, certamente não encontrariam problemas para resistirem aos perigos de fora;

Os ensinamentos de Jezabel formavam a raiz de todos problemas, enquanto que a fraqueza demonstrada diante dos convites era o fruto. Portanto eles deveriam cortar o mal pela raiz;

Muitos diziam: “somos crentes somente em dias úteis, já nos finais de semana não podemos dizer o mesmo, pois participarmos, obrigados, de certas reuniões”;

As profecias de Jezabel edificavam, exortavam ou consolavam alguém? Ou desidificavam, desexortavam e desconsolavam a todos;

O que temos aprendido é: “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós” e não “Abraçai, conheçai ou se rendai ao diabo e ele fugirá de vós”;

Muitos irmãos comerciantes participavam das idolatras reuniões, pois pensavam em suas famílias, no sustento, em suas posses, mas não se deram conta que estavam entrando em verdadeiras ciladas;

Jesus olhou para a igreja de Tiatira e disse: “Eu sei o que está se passando entre vocês” (Ez 8.8-11). No caso de Ezequiel houve necessidade de que as paredes fossem cavadas para revelar o que, muitos imaginavam que ninguém estivesse vendo;

A carta não era para simplesmente revelar a situação da igreja, mas sim serviu de alerta, uma advertência;

Amor, serviço, fé, paciência e abundância de obras. Onde estamos falhando?

Será que os de Tiatira tiveram a mesma reação dos fariseus quando ouviram “Eu e o Pai somos Um” (Jo 10.30), naquela oportunidade faltou pouco para Jesus abreviar a sua morte (Jo 10.31);

A igreja transmitia uma imagem de perfeição, mas faltou a vigilância, sem a qual tudo foi em vão (Sl 127);

As principais mensagens de Jezabel eram: “Venha como estás e permaneça pior”;

Outra: “Ei cães, que tal voltarem para aquilo que vocês já vomitaram”? (II Pe 2.22):

Mais uma: “Ei porcos, voltemos à lama”. (II Pe 2.22);

Porque Jezabel não cumpriu seu juramento quando Elias foi repreendê-la juntamente com seu marido? Cão que faz muito barulho não morde (I Rs 21.23);

Paciência: esperar em paz e com conhecimento até que passe o momento da tribulação?

Não havia homens que pudessem impedir os ensinamentos de Jezabel?

Acho que ela gritou por várias vezes: “Vocês acreditam em mim ou nestes simples ensinos apostólicos, pós 1º concílio (At 15.29)?

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário