Apresentação da lição em power point

quarta-feira, 4 de julho de 2012

25) A multidão de judeus e gentios que seguia Jesus - segundo os 4 evangelistas


MATEUS 12.15-21
  • 15 – Jesus, sabendo da intenção dos fariseus (v. 14), se retirou dali, para evitar um conflito ainda maior. Não era hora ainda de alvoroçar Israel, tanto quanto alvoroçou com sua morte e ressurreição;
  • 16 – A todos que eram curados, Ele recomendou que não contassem a ninguém. Porque? Certamente muitos o procurariam somente pelas curas ou pela esperança do reino material. Ele tinha muito ainda por ensinar e muito por percorrer em Israel;
  • 17 – 21 – Conforme Is 42.1-4. A esperança dos judeus estava no reino material e a dos gentios não era muito diferente.


MARCOS 3.7-12
  • 7 – Jesus se retirou com os seus discípulos e a multidão vinda da Galiléia e da Judéia. Mateus não mencionou a origem deles;
  • 8 – Conforme Mt 12.16, a fama de Jesus correu por toda aquela circunvizinhança, pois vieram muitos de Jerusalém, da Iduméia (sul da Judéia) e das regiões de Tiro e Sidom (depois Ele fez questão de percorrer pessoalmente estes territórios, conforme Mc 7.24), porque ouviram as grandes coisas que Ele estava fazendo. Os que foram curados não obedeceram as ordens de Jesus, mas também que prova? Não poder contar a todos as bênçãos recebidas, quem conseguiriam se manter em silencio? O ódio dos fariseus aumentava na mesma proporção em que aumentava a dependência dos necessitava por Jesus;
  • 9 – Um barco foi colocado de prontidão para o caso de haver um tumultuo, pois o número daquela multidão aumentava;
  • 10-11 – Mateus não mencionou estas intervenções de Jesus na mesma ocorrência. Curas, libertações e alvoroço no arraial do maligno;
  • 12 – Os espíritos imundos receberam uma ordem de Jesus: “não revelem a minha identidade”. Porque? Conforme Mt 12.16, o povo esperava pela redenção material e não a espiritual. Esperavam um grande general, libertador, bem diferente do que estavam contemplando. Certamente virariam as costas para Jesus, pois o interesse era somente as curas. Como acreditar que Ele fosse o Messias, estando ali entre os pobres e necessitados e ainda mais demonstrando carinho e misericórdia?


LUCAS
  • Não há registros.


JOÃO
  • Não há registros.


PRÓXIMO ASSUNTO: A escolha dos doze discípulos

Fonte:
Bíblia de estudo aplicação pessoal. CPAD, 2003

Bíblia Sagrada: Nova tradução na linguagem de hoje. Barueri (SP). Sociedade Bíblica do Brasil, 2000

Bíblia Sagrada – Harpa Cristã. Baureri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 2003.

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário