sábado, 8 de maio de 2021

Anticristo. A solução material com implicações espirituais! Capítulo 2

O CENÁRIO IDEAL:

GLOBALIZAÇÃO E A CONFUSÃO NA MENTE HUMANA 

Onde estará o homem que receberá tamanha responsabilidade? Camuflado entre a sociedade? No meio televisivo ou em atuação na rede mundial de internet? Nos diversos escalões de governo municipal, estadual, federal ou mundial? Ou escondido e disfarçado sob a proteção de organizações religiosas? O certo é que esteja onde estiver, o cenário para o seu aparecimento e atuação já estão sendo preparados há anos. A qualquer momento, diante da permissão de Deus, que ainda o detém, entrará em cena.

O Ocidente, sob os aplausos ou reprovas[1] do Oriente, já está participando da montagem deste cenário para ascensão de um governo único e maligno, já que em um determinado momento da história humana, todos suspirarão por um líder com poderes ilimitados, um gigante mundial, a fim de reordenar o social, a economia e a política do mundo.

Este governante, revelado na Palavra e conhecido por Anticristo, está somente aguardando o momento ideal para assumir o controle e dar inicio aos seus trabalhos, é claro sob a batuta do Maligno, que lhe dará as coordenadas e a devida inspiração para enganar a humanidade.

O mais terrível de todos os instrumentos já utilizados pelo Maligno na Terra, uma visão aterrorizadora, nunca vista. Um sentimento tomará conta dos homens. Uma aflição indescritível. As dores de parto mais longa e dolorosas. Muitos desejarão a morte e a buscarão diante do pavor e caos que será instalado. Outros correrão de um lado para o outro, na busca da paz e conforto espiritual, mas não encontrarão. Poucos se recusarão a receber o sinal da Besta, pois se converterão diante dos apelos dos pregadores da última hora.

O Anticristo será o último grande imperador humano, que espalhará o ódio, revolta, a mentira e fará apologia a oposição a Deus (II Ts 2.4). Será a própria encarnação do mal e juntamente com o Dragão, que é o Maligno, e o falso Profeta fará parte da Trindade Satânica.

Será endeusado, pois conseguirá reunir todo o brilho do império grego, a solidez do poder persa, ousadia dos babilônicos e a truculência do império romano. Pela simbologia, a figura do Anticristo será a soma de todos estes grandes impérios (Ap 13.2).

O seu aparecimento se dará justamente no pior momento da humanidade e a sua manifestação ainda tornará o cenário mais desolador. Terá autonomia para interferir nos governos mundiais. Conselhos, ações diretas e indiretas, socorro financeiro e discursos inflamados que atingirão à massa, tudo isto na intenção de estabelecer seu plano para governar o mundo e destruir Deus.

Turbulências sociais, políticas, angústias, falências, inquietudes, perplexidade, guerras entre outras intempéries, se constituirão no grande e maravilhoso palco por onde o Maligno se apresentará ao mundo como o salvador capaz de garantir a momentânea e falsa paz (I Ts 5.3).

Muitos serão enganados confiarão em suas promessas, mesmo porque não restará alternativa diante do sentimento de abandono[2] que sentirão. Aliás, isto será a tônica de suas mensagens ao mundo, pois acusará Deus pelos problemas que surgirão.

O mundo então passará por uma revolução de pensamento, uma mudança de mente e coração, na verdade, a população mundial estará sofrendo as consequências das dores do parto e não perceberá

O cenário, portanto, está sendo meticulosamente preparado pelos precursores e na atualidade, está sendo finalizado para que a manifestação do Anticristo se torne o ato final da história da humanidade corrompida.

A grande questão, a partir de então, é sabermos o exato momento em que o Anticristo se manifestará, pois não foi revelado o dia e hora para o evento[3] espiritual mais aguardado pela Igreja, justamente o que abrirá as portas para a instalação do caos na Terra.

O certo é que a manifestação do Anticristo se dará no período de maior manifestação de apostasia, deserção ou revolta na Terra (2 Ts 2.3), que aumentará consideravelmente após o arrebatamento da Igreja.

Certamente se o advento deste personagem maligno se desse nos dias de hoje, facilmente a Igreja o identificaria, mesmo antes que revelasse sua verdadeira intenção, justamente através da revelação, conhecimento e estudo da Palavra, justamente os fatores e instrumentos que a humanidade não terá ao seu dispor na mesma proporção que tem hoje.

 


[1] A democratização de muitos países, ora sob ditaduras, contribuirá para a intenção de controle governamental do Anticristo.

[2] O Espírito Santo estará na Terra ainda, porém não estará atuando como na dispensação atual, quando convence o homem do pecado, juízo e justiça.

[3] O arrebatamento da igreja permitirá a manifestação do Anticristo na Terra.

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário