segunda-feira, 5 de julho de 2021

Harmatiologia - aula 1

I – HARMATIOLOGIA

1) CONCEITO

A doutrina que estuda o pecado chama-se “hamartiologia”. Deriva-se do grego “hamartia” (pecado). O conceito mais comum de pecado é “errar o alvo”, ou seja, pecado é tudo aquilo que nos torna diferente do projeto original de Deus para nós.

 

2) MANIFESTAÇÃO DO PECADO

  • Pecado por ação (Jo 5.18): é a prática do pecado. O verdadeiro cristão não vive na prática do pecado. Roubo, homicídio, adultério, algumas pessoas se acham justas por não fazerem essas coisas, como os fariseus e acabam julgando as pessoas, mas para Deus, pecado é pecado;
  • Pecado por omissão (Tg 4.17): é quando deixamos de fazer aquilo que Deus quer que façamos;
  • Pecado por comissão (II Jo 10,11): é o pecado da cumplicidade, quando fazemos parte do sistema opressor, mesmo indiretamente;
  • Pecado por intenção (Mt 5.28): são os pecados do pensamento, aquilo que pensamos com “intenção”. Não consumamos porque não tivemos ainda oportunidade.

 

3) O LIVRE-ARBÍTRIO

Deus criou o homem sem pecado, mas a sua criatura pecou fazendo uso do livre-arbítrio, uma espécie de crédito dado por Deus, que se transforma em débito, a partir do momento em que o homem se tornou escravo do pecado.

Esta escravidão tirou do homem as possibilidades de mudança de vida por iniciativa própria, mas não foi capaz de impedir a libertação através do sacrifício de Jesus. Na verdade, o livre-arbítrio nada mais é do que uma desculpa esparrafada usada pelo homem para justificar suas falhas. É um remédio que não produz efeito.

 

4) CARACTERÍSTICAS DO PECADO

  • O pecado é universal: o pecado de Adão foi transmitido a todos os seres humanos (I Rs 8.46, Sl 143.2, Pv 20.9, Ec 7.20, I Jo 1.8, 10);
  • O pecado é de nascença: o pecado está presente na natureza humana desde cedo (Sl 51.5, Jó 14.4, Jo 3.6, Ef 2.3).

Fonte: Apostila Curso Básico de Teologia do SETEM – Seminário Teológico Manancial. Elaboração: Pb. Ailton da Silva

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário