sexta-feira, 16 de julho de 2021

Terra. A preparada para o homem - Capítulo 8

 


1º dia – Terra perfeita (homem glorificado)

No primeiro dia estaria a Terra perfeita, bonita, cheia de vida habitada. Isso tudo representaria a supremacia da glória de Deus, pois todo o seu plano de criação estava concretizado, restando somente à volta de seu Filho Unigênito para buscar o seu seleto e santo povo, porém com o passar dos anos o homem tornar-se-ia muito inteligente a ponto de se achar autossuficiente, um deus, detentor de todo o conhecimento, tecnologia, máquinas, computadores, botões, satélites, sistemas de vigilância total, ninguém seria surpreendido. Desta forma poderia prever e decidir a sorte de todos os seres humanos, tornando-se senhor de todos e de tudo.

Muitos morreriam para que este visível poder de decisão e julgamento fossem mantidos, pois a ideia seria invadir, tomar, destituir impérios, redemocratizar países e reinos e medirem forças. Este seria o passo inicial para a destruição da Terra e da raça humana.

 

2º diaO alto preço do custo-benefício

No segundo dia o homem poluiria toda a Terra matando os animais e aves, já que a sua ganância faria com que não pensasse nas consequências de seus atos, somente se preocuparia com construções e produções, sem jamais pensar na preservação da natureza.

Cidades inteiras ficariam sem condições de serem habitadas, pois seriam submersas em todos os tipos de poluição. Isso sem mencionarmos a camada de ozônio que seria destruída deixando toda forma de vida exposta aos raios solares. Nestas condições muitos morreriam sufocados pelos gases poluidores ou por doenças provocadas pela radiação solar.


3º dia – Elementos da natureza fora de controle

No terceiro dia, com a ajuda da tecnologia, o homem tentaria mudar o clima conforme suas necessidades, porém erraria e a natureza reagiria, pois a situação fugiria ao controle quando produzissem calor, chuva ou frio, mais do que o necessário e suportável.

A partir deste momento o clima mudaria, a temperatura subiria onde antes era baixa ou vice-versa, chuvas em lugares áridos, longas estiagem nas regiões chuvosas, derretimentos de geleiras, caos nos polos terrestres, nos desertos e regiões tropicais, maremotos, tsunamis, os mares desrespeitariam os limites estabelecidos por Deus no momento da criação, revolta total da natureza e êxodo final dos humanos e animais para fugirem.

Muitos morreriam por não suportarem esta inversão climática ou pela escassez de alimentos, pois toda a produção agrícola seria atingida, comprometendo o abastecimento.

continua...

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário