Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

segunda-feira, 4 de julho de 2011

plano de aula - trimestres anteriores

3º semestre de 2007

A busca do caráter cristão - Aprendendo com homens e mulheres da Bíblia
Lição 4 – Ester uma rainha altruísta
29/07/2007

O reino do sul (Judá), foi levado cativo para a Babilônia, depois este império caiu diante dos medo-persas e muitos judeus foram deportados para Susã. Ester e Mardoqueu estavam neste grupo.

Houve três grupos que retornaram do cativeiro após o reino da Babilônia ter sido tomada pelos medos persas:
• 1º grupo voltou no ano 538 a.c. com Zorobabel;
• 2º grupo voltou no ano 458 a.c. com Esdras;
• 3º grupo voltou no ano 445 a.c. com Neemias.

Mesmo com a autorização para o retorno, alguns judeus preferiram ficar, devido suas posses, comércios e outros por medo da viagem de volta. Isso nos faz entender que a minoria não voltou, por isso ficaram vulneráveis naquelas terras.

Ester se tornou rainha no ano de 479 a.c., quando o primeiro grupo já estava em Jerusalém. Se ela tivesse voltado teria passado por aquela situação?
• Tudo era plano de Deus que queria executar o seu intento. Caso ela não tivesse ido para o palácio ou tivesse revelado sua origem judaica (o rei a dispensaria), certamente Deus colocaria outra mulher para dar continuidade em seu plano;

• Mardoqueu errou ao ignorar a autoridade de Hamã, bastaria somente reconhecer sem adorar (com fazemos hoje diante de uma autoridade política, religiosa, jurídica e etc.). Abraão fez isto (Gn 23”7) e Davi também (I Sm 24”8);

• Hamã jogou a isca e Mardoque, mordeu e caiu (Hamã era descendentes dos amalequitas e esperava somente uma oportunidade para se vingar dos judeus).O povo somente foi condenado a morte depois que Mardoqueu se recusou a reconhecer a autoridade de Hamã). Enquanto Ester escondesse a sua origem certamente não correria perigo;

• Depois que Ester percebeu o perigo que o seu povo estava correndo, resolveu revelar sua origem e interceder por eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário