Apresentação da lição em power point

sábado, 17 de setembro de 2011

Decisões, decisões, decisões e sempre nos VALES

QUAL FOI O MAIOR ERRO DE SUA VIDA, DEVIDO A UMA DECISÃO PRECIPITADA? (LEMBRE-SE DA PERMISSÃO DA Deus E NÃO MURMURE).

Tomemos por base Israel: Era plano de Deus, teriam que passar por aquilo, mas a Palavra tem muito para nos dar, vejamos:

Ficaram, por muito tempo, hospedados no Egito, mas sempre com a atenção de Deus voltada para eles. O período que se segui foi de intenso sofrimento para Israel, pois os cerca de 400 anos vividos sob o regime de escravidão, foram de muita humilhação, opressão, choro e mortes. A resposta de Deus foi imediatamente o surgimento dos primeiros clamores, quase nas vésperas da libertação.

Mas, por que Israel sofreu tudo isto? Porque não evitou? Teria condições de evitar? Vejamos:
• Era plano de Deus, portanto não teria como ser evitado;
• Jacó estava passando fome em Canaã, por isto enviou seus filhos ao Egito para comprar mantimentos;
• Se não enviasse, morreriam todos de fome e ele não reencontraria seu filho predileto que julgava estar morto há muito tempo;
• Não se alegraria em vê-lo respeitado, ostentando autoridade.

Então o que deu errado? Fugiram da fome, reencontraram um membro da família, houve a reconciliação, todos estavam felizes. Foram respeitados, tiveram seus pedaços de terra e morreram fartos de dias e mantimentos. Ou podemos afirmar o contrário?

A ingratidão egípcia nasceu bem após a morte de José quando os governantes perceberam o crescimento demográfico estrondoso de Israel em suas terras. Demorou um pouco, portanto a família de José viveu por muito tempo bem no Egito.
• Foi um erro de Jacó ter aceito o convite para morar no Egito?
• Porque não solicitou ao seu filho que os sustentasse em suas próprias terras? Não seria o correto? Assim não se misturariam com os egípcios?
• Mas Deus falou com Jacó e o orientou que não temesse descer (descer mesmo) ao Egito, pois era plano Dele?
• Será que José deveria ter largado o Egito, deixava um sucessor entre eles e voltaria com sua família para as suas terras? Não sentiu saudades? Não quis sequer voltar para buscar o pai!

Quantas decisões em pouco espaço de tempo? Algumas afetariam a vida deles, outras a de seus descendentes. Pensaram somente no bem físico e momentâneo deles? As futuras gerações sofreriam?

• José fez o que julgou ser correto, não deixou o Egito. Largar agora que havia chegado ao ápice da carreira? Quanto tempo de sofrimento. Queria usufruir um pouco mais;
• Jacó foi para o Egito, pois Deus o assegurou que estaria com ele;
• Os irmãos decidiram pela mudança e reconheceram a autoridade de José, mesmo porque não tiveram alternativas;

Foi correta a decisão de Jacó. Não tinha alternativa. Ou descia (com a confirmação de Deus) ou morreriam de fome. EH, POVO QUE GOSTA DE BUSCAR CONFIRMAÇÃO DE DEUS PARA TODOS OS ASSUNTOS (AINDA BEM QUE TEMOS ESTE RECURSO).

José também permaneceu no cargo, pois tinha muito ainda por fazer naquela nação. Se largasse tudo e voltasse para Canaã, certamente lembraria do sofrimento do povo, devido à fome, ou do tempo em que viveu nos palácios e o arrependimento não tardaria. EH! POVO QUE TEME LARGAR O QUE ESTA FAZENDO NA OBRA DE DEUS, MESMO SENTINDO A TEMPESTADE SE APROXIMANDO CONTINUAM FIRME. A OBRA PRECISA DE HOMENS E MULHERES CORAJOSOS QUE NÃO PENSEM SOMENTE EM SI MESMOS.

Os irmãos de José não titubearam para tomarem a decisão. FICARAM MUITO TEMPO ROENDO O OSSO, MENDIGANDO, CORRENDO DE UM LADO PARA O OUTRO. QUALQUER VENTINHO DE DOUTRINA OU ESPERANÇA ERA CAPAZ DE CARREGÁ-LOS, QUALQUER OFERTINHA. AGORA SERIA A HORA DE FICAREM POR CIMA, DE USUFRUÍREM DO BOM E DO MELHOR. A VITÓRIA CHEGOU PARA TODOS. ALÉM DO QUE ESTAVAM ALEGRES POR TEREM REECONTRADO JOSÉ. NÃO PODEMOS CONDENÁ-LOS. TIRARAM AQUELE PESO DAS COSTAS, REMORSO PELO PASSADO. POR ISTO QUE JACÓ ENTENDEU E LIBEROU PERDÃO A TODOS ELES. ERA MELHOR FESTEJAR DO QUE COBRAR.

Quem pensou duas vezes antes de tomar a decisão:
• O pai? Se tivesse condições de enxergar o futuro, ou se Deus revelasse a ele todo o sofrimento que Israel enfrentaria, será que mesmo assim ele decidiria ir para o Egito? Ou tomaria outra decisão?
• O filho? Se acontecesse o mesmo com José? Voltaria para as terras de seu pai e largaria o Egito? Preservaria Israel do sofrimento ou daria mais valor ainda as mordomias egípcias?
• Os irmãos? De qualquer forma eles iriam para o Egito. Com o pai, ou sem o pai, com José ou sem ele. O que queriam era simplesmente a mudança de vida.

Quem durante 430 anos sofreu? Todos. Decisões erradas? Não, todas foram corretas. Permissão de Deus. Quando chegamos neste entendimento resta-nos: CALAR

Aplicação: As vezes tomamos decisões necessárias, mas sem pensarmos, ou até mesmo pensando no futuro. Por não sermos oniscientes, sempre fica aquela pergunta: “Se eu não tivesse feito isto, como estaria agora?”. Deus sabe todas as coisas e permite.

“Qualquer semelhança não é mera coincidência” Deus não sua este artifício humano.”

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário