segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Escatologia - aula 1

1) CONCEITO

Escatologia, do grego “eschatós” (último ou fim), e “logos” (estudo, razão, tratado ou conjunto de ideias) é definida como o estudo das coisas ou eventos que hão de acontecer na história da humanidade. Também diz respeito aos eventos que já aconteceram ou que estão acontecendo, mas que estão intimamente ligados entre si, pois fazem parte do plano de Deus para restauração da humanidade.

Portanto, Escatologia, diz respeito a doutrina dos acontecimentos finais (Ap 1.19), previstos na Palavra (Ef 3.11; Is 46.10; Ap 1.1), através de profecias especificas de homens inspirados por Deus e por intermédio de Jesus. 

“O homem fala com Deus por intermédio da oração

e Deus fala com os homens através da revelação.” 

A Escatologia é gradativa, começa antes da fundação do mundo, é citada em Gênesis com a criação e termina em Apocalipse com a consumação dos séculos (Is 46.10; Ap 22.13). Nada acontece no mundo sem Deus notificar sua vontade aos homens (Gn 18.17; Jó 33.13-18; Sl 25.14; Is 44.6-8).

 

2) IMPORTÂNCIA

O estudo sobre a Escatologia é tão importante e necessário quantos as outras disciplinas, pois trata-se de revelações vindas de Deus diretamente para a humanidade e que estão contidas somente na Bíblia. Outro fator que comprova a importância da Escatologia é a expressividade do assunto nos dias atuais, já que é comumente abordado em mensagens e diante das várias interpretações, conceitos, filosofias, esoterismo e pontos de vista, torna-se necessário o ensino para a Igreja e os desavisados.

 

3) FINALIDADE

O estudo escatológico prima pelo esclarecimento a respeitos dos acontecimentos futuros, bem como sobre os que já aconteceram e que fazem parte do plano de Deus, porém todos os estudos, por mais profundos que sejam, jamais encerrarão o assunto.


4) ATUALIDADE DA ESCATOLOGIA

Na atualidade é quase impossível alguém afirmar que não tem conhecimento, acesso ou nunca foi esclarecido sobre o assunto. Os eventos escatológicos provocam fascínio na humanidade, pois são confundidos com previsões futurísticas ou “coisas ocultas” que somente alguns possuem o poder para decifrá-los e revela-las. Estes conceitos errados são facilmente jogados por terra, quando confrontados com o que está revelado na Palavra de Deus em relação ao estado dos mortos, vinda de Jesus, arrebatamento, Bodas do Cordeiro, Grande Tribulação, atuação do Anticristo, governo de Cristo na Terra, Juízo Final e sobre a Nova Jerusalém.

 

5) ENSINAMENTOS ERRADOS SOBRE A ESCATOLOGIA

Um dos maiores problemas da humanidade na atualidade, em relação ao entendimento e compreensão dos eventos escatológicos é justamente a falta de afinidade com o Espírito Santo (I Co 2) de muitos lideres e aventureiros religiosos, além da falsa aplicação da Palavra em relação aos eventos futuros, que juntamente com incorreta interpretação histórica dos acontecimentos do passado, envolvendo tempo, espaço e local, acabam deturpando a verdade. Deus, em sua infinita sabedoria, permitiu que muitos pontos fossem de difícil interpretação (II Pe 3.15), justamente para que a humanidade ficasse refém destes aventureiros religiosos que miram somente a promoção midiática ou recursos financeiros.

 

6) AUTENTICIDADE ESCATOLÓGICA

Os temas escatológicos são encontrados nos livros de Mateus, I e II carta aos Tessalonicenses, Joel, Zacarias, Ezequiel, Daniel e Apocalipse, sendo que estes dois últimos são considerados livros de revelação sobre os acontecimentos finais. Daniel é o livro do Antigo Testamento sobre o assunto, e Apocalipse o livro do Novo Testamento, estando ligados e combinados entre si. A realidade escatológica destes dois livros foram  atestados por Jesus durante seu ministério terreno (Mt. 24.15; Ap. 22.16). 

continua...

Fonte: Apostila Curso Básico de Teologia do SETEM – Seminário Teológico Manancial. Elaboração: Pb. Ailton da Silva

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário