quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Neemias: como sair do anonimato - Capítulo 12

2) O GRUPO QUE RETORNOU COM ZOROBABEL

Zorobabel liderou o primeiro grupo de exilados judeus que retornaram a Jerusalém com a missão de reconstruírem o Templo e restabelecerem a adoração a Deus.

O símbolo maior da religião judaica estava em melhores condições, bem diferente da cidade, quando Neemias chegou para iniciar a obra, mas somente aqueles que conseguiram provar a sua ascendência levítica é que foram admitidos para administração do serviço religioso (12.8-21).

 

3) O ministério sacerdotal:

Deus responsabilizou a tribo de Levi pela administração dos serviços, primeiramente no Tabernáculo e depois no Templo, portanto deveriam ter uma vida santa e irrepreensível (Lv 10.1-3). Mas isto não capacitava qualquer levita para o sacerdócio, na verdade deveriam preencher uma série de requisitos (Lv 21-17-20).


 a) O sumo sacerdote:

Era uma posição honrosa, hereditária (Ex 28.43) reservado ao primogênito, exceto nos casos de enfermidade, mutilação (Lv 21.17-20) ou na vacância (Nadabe e Abiú – Nm 3.4), mas de muita responsabilidade e cercada por muitas restrições (Lv 21.1-15). Deviam estar de prontidão, pois eram os representantes responsáveis e qualificados para que Deus fosse consultado nas necessidades.

Uma de suas mais importantes funções era a intercessão pelo povo no dia anual da expiação (aos dez dias deste mês sétimo - Lv 23.27). Neste dia o sumo sacerdote se purificava com água, vestia suas vestes santas de linho, sacrificava um novilho por si e pela sua família e tomava uma vasilha de brasas do altar para então entrar no Santo dos Santos.

 

b) As funções dos sacerdotes:

  • Fazer mediação entre o povo e Deus e oferecer sacrifícios pelos pecados, visando à reconciliação com o Senhor (Lv 16.11-28; Nm 3.3; II Cr 13.11);
  • Consultar a Deus pelo povo, buscando discernir a vontade do Senhor (Nm 27.21);
  • Oficiar e ministrar os cultos religiosos;
  • Ensinar a Lei (Lv 10.10,11);
  • Discernir a existência de lepra e efetuar o rito de purificação (Lv 13.14-15);
  • Determinar castigos por assassinatos e outras questões civis (Dt 21.5; II Cr 19.8-11);
  • Tomar conta do tabernáculo (Nm 18.5-7);
  • Conservar sempre aceso o fogo do altar (Lv 6.12-13);
  • Queimar incenso (Ex 30.7-8);
  • Purificar os imundos (Lv 15.30-31);
  • Transportar a arca (Js 3.6-17; 6.12;
  • Encorajar o povo a ir à guerra (Dt 20.1-4);
  • Tocar as trombetas em várias ocasiões (Nm 10:1-10);
  • Não podiam beber vinho ou bebida forte (Lv 10:9).

 

c) Os levitas:

Os levitas, descendentes da tribo de Levi, não tiveram herança material (Dt 10.9), mas foram separados por Deus para serem seus (Nm 8.14), exerciam o sacerdócio e auxiliavam nos trabalhos contínuos (Nm 3.6-10). Eram os únicos autorizados a trabalharem no Tabernáculo, mas nem todo levita era sacerdote (Nm 1.50-51).

Transportavam a Arca da Aliança (I Sm 6.15; II Sm 15.24) e serviam no Tabernáculo (Nm 1.50-53). Eram os responsáveis pela música e liturgia (I Cr 15.16, 17, 22). Ensinavam a Lei ao povo (Ne 8.7-8; II Cr 35.3), ministravam aos sacerdotes (Nm 3.6-7; 18.2) e ao povo (II Cr 35.1-6).

Também vigiavam o santuário (Nm 18.3), guardavam os instrumentos, os vasos (Nm 3.8), tesouros sagrados (I Cr 26.20) e os dízimos e ofertas (II Cr 31.11-19; Ne 12:44). Montavam, desmontavam, carregavam e arrumavam o Tabernáculo (Nm 1:50-51). Tiveram participação ativa no desfecho do bezerro de ouro, pois foram ordenados a matarem os idolatras e apostatas (Ex 32.25-29).

 

4) A PURIFICAÇÃO DE TODOS:

Os sacerdotes e levitas estavam a frente de toda aquela solenidade, portanto era necessário que fossem exemplos de pureza e santidade, pois de outra forma como poderiam purificar o povo?

 

a) Purificação dos sacerdotes:

Os sacerdotes também deveriam se purificar, pois não estavam isentos de falhas como os demais judeus. Quem não se purificasse antes do sacrifício corria o risco de morre por desobediência. A purificação representaria a santidade, a separação para uso exclusivo de Deus.

 

b) Purificação dos levitas:

A purificação dos levitas se dava por aspersão com água da purificação (Nm 8.5-7), depois prosseguia o ritual com a rapagem de todo o corpo com navalha e por fim lavavam as vestes.


c) Purificação do povo:

Mais uma vez a liderança, agora a religiosa, deu o exemplo e cumpriu todos os rituais prescritos na Lei, portanto não havia como o povo não se purificar.

continua...

Por: Ailton da Silva - 11 anos (Ide por todo mundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário