Presidente Prudente (SP),

Apresentação da lição em power point

domingo, 12 de junho de 2011

lição 11 - pós aula

1) Evangelização sem discipulado não é o mesmo que fé sem obras?

2) Jesus não é cowboy (que maltrata a criação, sacrifica, tem interesses, não cuida, despreza, etc....), mas sim é o PASTOR (carrega nos ombros, sara a ferida, faz repousar em verdes pastos, em águas tranquilas, refrigera a alma, guia por veredas de justiça e mesmo no vale da sombra da morte, Ele .....).

3) A igreja de Antioquia, fruto do trabalho dos dispersos, que fugiram da perseguição após a morte de Estevão (At 11”19);

4) Palavras mal interpretadas abrem portas para especulações doutrinarias e teológica e causam prejuízos na igreja. João 21”21-25;

5) Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Não havia espaço para especulações neste caso, pois quem crê é batizado e quem não crê nem batizado será, já que não crê mesmo, por isso será condenado.

6) Quais as diferenças entre os crentes tradicionais e os pentecostais? Somente o fato das línguas estranhas? Ou o fato de pregarmos a tempo e fora de tempo? Em vagões de trens, metrô, praças publicas?

7) Quando Pedro se caminhava para a casa de Cornélio imaginava o que poderia acontecer? Manifestação do Espírito Santo, entre os gentios? Batismo? Aceitação da palavra? Conversões? Será que mandou anunciar, em out-doors, rádios, tvs o que possivelmente aconteceria?

8) Como era a cooperação nos trabalhos do grupo que fora excluído da igreja Batista em 1911? Eles evangelizavam, pregavam, cooperavam com a mesma autoridade, confiança e qualidade? Ou somente depois que foram desengessados doutrinariamente é que se transformaram em verdadeiros obreiros e cooperadores? Qual terá sido a decepção dos pastores batista ao verem o povo trabalhando com tanta alegria e zelo a fim do crescimento do trabalho assembleiano?

9) A igreja de Antioquia estava prestes a cumprir o ide de Jesus, estava sentindo as dores de parto;

10) Evangelização sem discipulado é como gerar filhos e não cuidar;

11) Discipular é contribuir para a formação do caráter cristão do novo convertido;

12) Testemunho próprio: Quando novo convertido, eu passei um final de semana na casa de um pastor em uma cidade aqui da nossa região. Eu ainda usava uma corrente (grande) e em nenhum momento fui repreendido devido ao acessório. Outro irmão que estava comigo, dias depois, ele me disse que ardia os lábios de vontade de fazer o trabalho, ou seja, de repreender. Dias depois, no meio da rua, eu cheguei a conclusão de que não precisava de corrente, que aquilo era para cachorro e joguei fora;

13) Se fosse pelos discípulos todo aquele povo seria despedido com fome, por Jesus não, ele se preocupou com a situação deles, precisavam de algo para comer. Os discípulos não tiveram esta visão. pelo meu amigo que estava comigo eu deveria ser repreendido, mas o pastor ficou quieto, não falou nada. Depois ele disse que orou por mim;

14) É possível pregar o que não vivemos, viver o que não pregamos, viver o que não vivemos, pregar o que não pregamos?

15) Como um desobediente, insubordinado, ou os que não respeitam hierarquias podem discipular? O que vão ensinar? O que os novos convertidos aprenderão?

16) A igreja de Antioquia se tornou a mãe de todas as igrejas da Ásia, Europa e das que surgiriam nos confins da Terra;

17) Goteje a minha doutrina (Dt 32”2), não precisa de derramamento (somente do Espírito Santo). É como o sistema de irrigação por gotejamento, que é mais eficiente que o tradicional, onde há desperdício. Quem sabe os tecnólogos não observaram isto. Somente gotejando doutrina o povo não se corrompe e cresce, quem sabe na lavoura não acontece o mesmo?

18) Ilustração: A gorjeta da garçonete:
Um garoto vai a sorveteria e pergunta quanto custa o sorvete mais caro.

A garçonete diz:

- 1 real.

O garoto começa a contar suas moedinhas e pergunta quanto custa o mais simples.

A garçonete irada diz:

- 50 centavos.

O garoto se dirigiu a mesa e esperou o sorvete.

Minutos depois a garçonete praticamente jogou o sorvete na mesa.

O garoto tomou o sorvete tranquilamente e antes de ir ao caixa para pagar deixou duas moedinhas de 25 centavos embaixo do guardanapo.

Quando a garçonete veio limpar a mesa e encontrou as moedas e começou a chorar, porque havia maltratado o garoto, mesmo assim pegou as duas moedas e guardou.

A preocupação do garoto não era com o preço do sorvete e tampouco estava interessado nele, mas sim, pensava na gorjeta que daria a garçonete, será que sobraria?

Aplicação (minha): Não interessa se o sacríficio, do Calvário, foi dolorido, se me anulei, esvaziei, se não pensei em mim, na minha Glória, no meu Reino, no meu Pai. EU estou apenas interessado, neste momento, no futuro, no retorno deste sacrífico, o bem que que proporcionará ao homem. Assinado: Jesus

Um comentário:

  1. Vim lhe desejar um ótimo dia na presença do Senhor e dizer que és muito importante na obra de Deus.Fique na paz do Papai.

    Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Isaías 55:6

    ResponderExcluir