Apresentação da lição em power point

sábado, 10 de dezembro de 2011

lição 10 - pós aula

Como eu havia dito a nossa lição 10 foi ontem, na subsede do setor 42.

1. Se Neemias não tomasse uma decisão, certamente Tobias levaria seus parentes e amigos para o Templo para se juntarem a ele, não demoraria muito;

2. Neemias deveria ser enérgico caso contrário o povo se corromperia novamente e todo o seu trabalho anterior seria perdido;

3. O único lugar onde Tobias poderia circular livremente seria pelos canos de esgoto do Templo;

4. Era a segunda vez que Neemias dirigia aquela congregação. Será que foi recolocado porque somente ele conseguiu dar jeito na primeira vez?

5. Pastor bravo, palavra dura, ações radicais, mas necessárias. Eles não falaram assim de Deus, ou falavam? Afinal foram tantas perdas no cativeiro. Era bem mais fácil apontarem o homem, pois este desce a sepultura e seus dias terminam;

6. Será que Neemias não temeu, pois o povo poderia tomar partido a favor do sumo sacerdote e seu nobre parente (At 23.1-5);

7. Neemias não se preocupou com a reação do povo, tampouco temeu ser levado a juízo, o importante era limpar a sujeira do Templo;

8. Os judeus conheciam aquele homem, afinal havia sido o pastor deles. Por ele botavam a mão no fogo, assinavam embaixo;

9. Tem casta de demônios que não resistem ao jejum e oração (Mt 17.21), ou seja, ação (jejum) e oração, foi isto que Neemias fez, ainda que só tivesse um, por enquanto, mas foi logo expulso pela ação, partindo do principio que Neemias tenha buscado a Deus antes de tomar aquela decisão;

10. Porque Deus permitiu que aquele amonita entrasse no Templo? Neemias não se sentiu em condições e não tinha autoridade para se esconder durante as ciladas do próprio Tobias. Como ele então estava lá? Porque Deus não o fulminou quando ele pisou o pé? Eu disse que santidade e reverência devem ser usadas pelos que conhecem os seus respectivos significados, não é para qualquer um. Mais cedo ou mais tarde Deus entra em ação. Quanto tempo demorou para que os impérios egípcio, babilônico, persa, grego, romano caíssem definitivamente para nunca mais se levantarem? E foram eles justamente os que profanaram o Templo e os objetos sagrados dos judeus. E o que dizer dos povos que rodeavam Israel, sumiram todos. De alguns sequer existem vestígios do sangue, língua ou história. Foram apagados pelo tempo;

11. Os levitas eram sossegados, tranqüilos, tão bonzinhos, somente até receberem ordens, tipo: voltem para seus postos, eles voltavam rapidamente porque gostavam do que faziam. Servir a Deus no Templo era a vida deles. O duro era quando a ordem era: “Quem é de Deus", (Nm 8.14), "matem os idólatras" (Ex 32.26-28). Eles não pensavam duas vezes;

12. Quantas vezes ouvimos:”o pastor é muito parado, muito tranqüilo, os obreiros idem, os dirigentes de departamentos não fazem nada”. Quando eles recebem ordens de Deus, sai de baixo;

13. Que alegria Neemias sentiu por rever Jerusalém! Que alegria?

14. Teve um pastor nosso (primitivo) que um dia desejou conhecer os irmãos de Roma, mas a igreja não tinha condições de fornecer a passagem, mas ele orou a Deus e foi lhe provido as condições para a sua viagem. Partiu como prisioneiro, durante a viagem virou conselheiro, teve regalias, fizeram algumas paradas para que ele se despedisse dos irmãos, celebrou até uma ceia no navio e quando todos pensavam que estava triste pela prisão domiciliar (privilégio e segurança domiciliar) ele estava na verdade doutrinando a igreja com os seus ensinamentos. Que o diga Lucas, o médico, escritor e velho companheiro de viagens pela Ásia menor;

15. Imaginemos a seguinte cena: uma multidão reunida (e você no meio) ouvindo a pregação de um dos apóstolos, as experiências, ensino, ministração da Palavra e os louvores, duvido que você sairia antes da benção apostólica. Eu não iria embora, ficaria com eles. E foi isto o que aconteceu em At 6.1, pois crescia o número de discípulos (e não o de apóstolos) e estes sedentos queriam mais e mais e não iam embora, não trabalhavam, mas na caída da noite deveriam ser alimentados. E como os apóstolos aprenderam: jamais uma multidão pode ser despedida com fome. 5 pães e 2 peixes alimentam tantos estômagos;

16. Os apóstolos sabiam que se fossem embora para comerem em casa (somente deveriam fazer isto aqueles que participassem da ceia para matarem sua fome) aquele povo não voltaria, portanto era necessário mantê-los junto, eram novos convertidos;

17. Os apóstolos faziam grandes cruzadas e não gastavam nada e ganhavam muitas almas;

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário