Apresentação da lição em power point

domingo, 25 de dezembro de 2011

Um natal diferente: festas nas casas e silêncio nas igrejas

Hoje, partilhei um pouco da angustia dos irmãos José e Maria (segundo a tradição), pois acordei cedo e decidi assistir a EBD em alguma igreja.

Estava ciente de que no nosso setor não teria, mas teimoso fui em duas de nossas congregações e as encontrei fechada. Resolvi então ir no outro setor, me deparei com cena idêntica. Avivamento Bíblico, Metodista, Madureira, passei até do lado da CCB, também fechada. Fiquei desesperado e fiz opinião.

Passei perto da ADFAV (Assembléia de Deus fonte de água viva), aberta recentemente, mesmo sabendo que não tinham, mas resolvi arriscar. Estava com as portas semi abertas, imaginei que tivessem em oração de combate.

Então parei em uma sombra e fique escrevendo algo sobre a data (hoje) e comecei a ouvir um louvor. Não tinha reparado que estava de frente com uma igreja Batista tradicional, inclusive já utilizei várias vezes em depoimento na EBD que esta igreja valoriza muito o genuíno ensino da Palavra e que os crentes são fervorosos alunos.

Corri e quando entrei somente deu tempo para agradecer a Deus pela oportunidade de ouvir a sua Palavra. Eles disseram: Amém.

Meu Deus! Eles estavam terminando o culto da manhã e iniciariam a EBD após um lanche no fundo da igreja. Eles me convidaram para ficar, um pastor peruano, que fala muito bem o português. Depois deu inicio a aula, vejam o tema do trimestre: “Sete profetas antigos e muitos ensinos contemporâneos (Estudo em Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias). Inclusive hoje era a última lição: Um memorial para os que temem ao Senhor”. Eu disse ao pastor que estávamos estudando um contemporâneo de Malaquias, o velho e bom Neemias. Tudo a ver.

Alguns pontos tratados na lição:
• Malaquias – último mensageiro do AT falando sobre o primeiro do NT;

• Situação de Israel: ausência da Palavra, caos espiritual, moral, político e financeiro;

• Pecados de Israel: no capitulo 1 (reservavam a Deus somente a sobra, o pior), no capítulo 2 (ofereciam um culto superficial e fingido), no capítulo 3 (estavam roubando a Deus e desanimados da jornada);

• Pregação de João Batista: em nenhum momento ele incitou o povo a oração e jejum. A multidão ele alertou sobre a necessidade de socorro aos necessitados. Aos publicanos frisou que não cobrassem a mais e aos soldados que não maltratassem ninguém e que se contentassem cada um com o seu soldo (Lc 3:10-14);

• Anjo do concerto (Ml 3:1), o anjo da aliança e o caráter de seu ministério (Ml 3:2-3);

• Israel amargurado, descontente (Ml 3:14);

Então meu dia não foi de todo perdido.

Por: Ailton da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário